Comentários

Albert Uderzo, cocriador dos quadrinhos de Asterix, morreu. Ele tinha 92 anos. A família do artista anunciou que ele morreu em casa de um infarto:


Antes de continuar: Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba ofertas diárias de Quadrinhos com desconto. Para participar, basta clicar aqui!


‘Ele morreu em seu sono, em sua casa em Neuilly de um ataque no coração, sem relação com coronavírus. Ele estava muito cansado nas últimas semanas’

As histórias de Asterix misturam noções de História Antiga com paródias e humor sobre os costumes dos povos em que Asterix e seus intrépidos amigos visitam. Os quadrinhos de Asterix podem ser ótimas ferramentas educacionais para o ensino de História, Geografia, e até de Sociologia e Filosofia integrando os alunos ao espírito crítico e dando vazão ao pensamento em prol das diversidades de culturas, de povos e de etnias. O cocriador René Goscinny também já faleceu.

Asterix é o mais valente dos guerreiros da aldeia, mas possui uma estatura diminuta, por isso seu nome vem de Asterisco, um símbolo gráfico que dá continuidade a uma nota de rodapé. E, como uma nota de rodapé, aliado a Asterix está seu cachorrinho Ideiafix, que não fala, mas tem os pensamentos mais lúcidos de toda a aldeia gaulesa, promovendo, então as tais notas de rodapé que o asterisco prevê. Além disso, Ideiafix é um cachorrinho ecologista, porque sempre chora quando uma árvore é derrubada, serrada ou arrancada.  Essa motivação de Ideiafix o aproxima de Panoramix e da missão dos Druidas, que é a de preservar as florestas, se utilizar das ervas e produzir mágicas.

Todos os personagens da Gália, a França da antiguidade, têm o nome que acaba com o sufixo -ix. Já os romanos, têm um nome que acaba em -s como Claudius Faustus ou Julius César o César Augustus. Julius César, inclusive, é o grande inimigo dos gauleses Asterix, Obelix e companhia, e vai e volta, os nossos heróis entram em combate com o Império Romano, com Obelix  colecionando capacetes e batendo o dedo na cabeça dizendo “São doidos esses romanos!”. Existem lances geniais acontecendo dentro da própria linguagem dos quadrinhos nos álbuns do Asterix, como por exemplo povo bárbaro dos Godos falarem sempre usando caracteres góticos. Ou ainda, os ingleses usarem expressões invertidas como delicioso chá e não chá delicioso, o que provoca momentos de gargalhadas, como só Goscinny e Uderzo souberam criar.

Você pode encontrar alguns exemplares da coleção de álbuns de Asterix neste link.



Comentários