Comentários

Caso você esteja vendo a série, já conhece alguns detalhes sobre os Bruxos do mundo de The Witcher. Porém, você sabe como ocorre o seu treinamento? Vamos aos tópicos:



Mudanças Físicas

Logo após a Prova das Gramíneas, mudanças ocorrem ao corpo e mente de um bruxo. Seu corpo é alterado para sempre, adquirindo novas capacidades e funções que estão além do alcance de um humano normal. Primeiramente, seu envelhecimento é retardado consideravelmente. Isso faz com que o Bruxo possa viver por muitas vidas em relação a um humano comum, caso não seja assassinado. Não se sabe o máximo de anos que um bruxo pode viver, já que é mais natural que ele seja morto por algum monstro ou inimigo. Até hoje, não há relatos de bruxos que morreram de velhice.

Outra vantagem é a imunidade total de doenças, o que ajuda muito, já que o bruxo passa por lugares podres e inóspitos. Da mesma forma, os bruxos possuem resistência contra venenos e toxinas, mas não são imunes. Ainda existem venenos poderosos que são capazes de matar um bruxo. Uma vantagem também está na resistência ao álcool, o que faz com que um bruxo tenha que gastar muito dinheiro para conseguir ficar bêbado.

A mutação também ajuda na caçada: os bruxos possuem olhos que veem no escuro. A vantagem também é dada pelos seus reflexos aprimorados, pulso e respiração que podem ser totalmente controlados, audição melhorada e resistência contra a dor. Entretanto, infelizmente, os bruxos perdem a capacidade de procriar, um efeito colateral das mudanças que seus corpos sofrem.

Psicologia

Apesar do que muitos pensam, os bruxos possuem sentimentos. A diferença é que eles são treinados e geneticamente modificados para controlar melhor suas emoções. Há relatos de bruxos que se desfizeram totalmente de seus sentimentos, mas o resultado não foi satisfatório, já que que acabou em tragédia.

Assim, podemos dizer que os bruxos ainda sentem medo, mas podem controlar o sentimento para poder agir com cautela e estratégia. O treinamento do bruxo também o prepara contra todos os perigos que pode encontrar, inclusive cenas desesperadoras e horrendas como a morte brutal de vítimas dos monstros.

Treinamento físico

Todo bruxo é treinado em esgrima, afinal, suas espadas são suas principais armas contra os perigos que o mundo traz. Os bruxos também passam por várias séries de treinamento físico para aprender a controlar seus reflexos e velocidade aprimorada. As Escolas de Bruxos possuem caminhos cheios de obstáculos para que esse treinamento seja possível.

Todo bruxo precisa apresentar mobilidade, velocidade e eficácia. Afinal, um segundo faz total diferença em uma luta mortal. O que poucos sabem é que a esgrima dos bruxos foi aprimorada por conceitos de esgrima élfica, que consiste no uso de armaduras leves e movimentos de esquivas e fintas, que ajudam a combater monstros de tamanho similar e também para evitar ataques contra pequenos grupos de criaturas. A capacidade de luta de um bruxo é baseada em batalhas de condições extremamente adversas.

Estudo

WW_101.03.12.2018_181.NEF

Obviamente, lutar não é suficiente. É preciso ter conhecimento sobre aquilo que estão enfrentando. Por isso, os bruxos leem bastante sobre as criaturas que precisam enfrentar. Assim, eles podem traçar estratégias de acordo com as fraquezas e pontos fortes de seus inimigos, evitando uma experiência desastrosa.

Sinais e Poções

Por fim, um bruxo precisa aprender feitiços que precisam apenas de concentração e um pequeno gesto, sem a necessidade de uma fórmula mágica complexa. Isso é extremamente útil, já que os bruxos sempre estão com uma mão ocupada por uma espada. Os sinais tornam a caçada de monstros mais efetiva e prática.

O último item do arsenal de um bruxo é o uso de poções. Embora elas sejam bastante efetivas e ajudem contra as criaturas, elas possuem efeitos colaterais e precisam ser administradas com bastante cautela e com doses precisas. As poções aumentam a capacidade regenerativa de um bruxo ou aprimoram qualquer outro ponto específico de suas habilidades.

Caso você queira saber mais sobre bruxos, leia nosso guia introdutório sobre The Witcher, clicando aqui.



Comentários