Comentários

Aclamado por crítica e público, “Dredd” sofreu com vários problemas ao longo da produção, e um deles envolvendo a cadeira de direção. Apesar dos créditos terem ido para Pete Travis, aquele responsável pela versão final foi Alex Garland.

Conhecido por produções como “Aniquilação” e “Ex_Machina: Instinto Artificial“, Garland concedeu entrevista ao ScreenGeek e foi questionado se teria interesse em retornar para outro projeto envolvendo Juiz Dredd.

Vale lembrar que uma série de TV está em desenvolvimento.

“Não.. Acredito que aquela experiência tenha sido rude o bastante. No fim, sabia que não gostaria de voltar. Eu amo Dredd, tanto o filme quanto o personagem. Mas, não tenho interesse em trabalhar novamente nesse universo.”

O astro Karl Urban declarou há alguns meses que o resultado de Dredd só foi alcançado por conta do envolvimento de Garland.

Judge Dredd: Mega City One se passará em um futuro onde a Costa Leste dos Estados Unidos se tornou um metrópole superlotada. A série contará com um conjunto de juízes – policiais futuristas que são dotados com o poder de um tradicional juiz, além de juri e executor – que tentam travar uma luta contra o crime no século 22.

O personagem-título Juiz Dredd foi criado pelo escritor John Wagner e pelo artista Carlos Ezquerra em 1977, mantendo-se como o carro-chefe da 2000 AD por 40 anos. Dredd é conhecido por ser o mais incorruptível e linha dura dos juízes.

Dois filmes do personagem já foram realizados anteriormente: O Juiz, com Sylvester Stallone em 1995, e Dredd, com Karl Urban em 2012.



Comentários