Comentários

Durante entrevista ao Digital Foundry, Tymon Smektala, designer chefe de ”Dying Light 2”, explicou que o título estará utilizando um novo motor gráfico, que possibilitará criar inimigos com moral própria regida por inteligência artificial.

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

Segundo Smektala, isso vai resultar em situações inesperadas, como inimigos humanos reagindo de formas intensas para não morrer em combate, seja atacando ou fugindo, por exemplo.

Além de elementos diversos para narrativa emergente, o C Engine promete trazer melhorias também nos gráficos.

O estúdio garante que a versão do game para PC vai rodar a 60 frames por segundo e que essa é a meta também para as edições de console, ainda que no momento não seja possível ter certeza de que isso vai acontecer.

Outro fator determinante serão as animações, que prometem ser ainda mais detalhadas. Prova disso foi a Techland contratando profissionais que trabalharam nas franquias de Assassin’s Creed e Ghost Recon.

Dying Light 2 chega em 2019 para PC, PlayStation 4 e Xbox One.



Comentários