Comentários

Existe uma razão pela qual South Park é tão respeitado por duas décadas. A série é sempre irreverente, satírica e interessante. Além disso, a franquia tem ótimos games, vale lembrar de South Park: The Stick of Truth, que foi lançado em 2014. Agora, 3 anos depois, finalmente temos a sequência com ‘South Park: A Fenda que Abunda Força’. Se viesse de um desenvolvedor diferente, talvez o jogo falhasse, mas como veio da Ubisoft, o jogo oferece a mesma qualidade de uma experiência South Park com um twist de super-heróis.

Seguindo os eventos de The Stick of Truth, ‘A Fenda que Abunda Força’ faz com que você jogue como o ‘Garoto Novo’. Enquanto você luta para se tornar o rei do mundo de fantasia criado pelo primeiro jogo, tudo começa a rolar enquanto Cartman e os outros entram no gênero de super-heróis. Enquanto o Novo Garoto se junta às fileiras, é possível escolher seus superpoderes e ajudar a lidar com uma Guerra Civil dos heróis do jogo. E assim como na última vez, fica claro que tem muito mais acontecendo do que apenas gatos perdidos e crianças brincando de super-heróis.

O primeiro jogo chegou com uma ideia quase perfeita. Não apenas desenvolvendo o visual da série, mas também dando uma real história de South Park para se jogar. O gameplay, baseado em mecânicas RPG, que não seguiam a cartilha totalmente, mas faziam com que tudo funcionasse enquanto você aproveitava um roteiro fantástico, um mundo autêntico e personagens coloridos. Em ‘A Fenda que Abunda Força’, a sequência conquista tudo isso novamente, fazendo com que ela seja uma sequência perfeita.

Isso não quer dizer que não existam novidades. Na verdade, a Ubisoft conseguiu mexer um pouco mais com a fórmula, mais do que esperado. Seria fácil apenas pegar a engine e escrever um novo roteiro com novo título. Ao invés disso, eles repensaram o combate e mudaram muitas das mecânicas principais. Não é uma diferença tão grande, mas é o suficiente para notar que houve uma boa evolução e preocupação com o novo jogo.

O combate é baseado em turnos novamente e as mecânicas ainda são baseadas nas regras dos RPGs. Você é capaz de aumentar e diminuir seus atributos enquanto você aumenta seu nível e desbloqueia espaços para certos itens. O que mudou é como o combate se apresenta e a estratégia que você precisa aplicar. O inteiro campo de batalha é uma grade e suas habilidades irão impactar certos quadrados ou áreas da arena. Sua posição, assim como a dos inimigos, é muito importante e os jogadores tem várias opções para se movimentar e trocar posições.

Todas as suas habilidades e dos seus amigos são baseadas em seus superpoderes. Você pode escolher entre 3 principais poderes no começo do jogo e, mais tarde, misturar as escolhas para formar seu moveset. Movimentos tem efeitos diferentes e cada golpe alimenta o seu ‘Ultimate’, que é algo único para cada personagem e classe, aumentando a quantidade de escolhas e estratégias.

O mundo é basicamente o mesmo do primeiro jogo. O jogador pode explorar a cidade de South Park e as áreas além, resolvendo puzzles, encontrando itens e lutando contra inimigos. Enquanto a história progride, mais do mapa é aberto. Um sistema de viagem rápida te ajuda, mas não muito, na maioria das vezes, o jogador precisará andar mesmo.

Mas o real acerto de South Park: A Fenda que Abunda Força está no mundo e a história. O roteiro é soberbo, oferecendo muitos momentos para dar boas risdas. É raro que um jogo me faça rir tão alto e eu tive muito dessa experiência durante o gameplay. O jogo é bastante audacioso, trazendo uma experiência prazerosa. Se você é fã de South Park, vai curtir toda a loucura encontrada neste game.

A mudança para super-heróis também é genial, abrindo um grande leque para fazer sátiras. Tudo faz com que esse jogo seja uma experiência autêntica e dá para perceber toda a liberdade que a Ubisoft teve para desenvolver o game. E é a história que faz com que o gameplay se torne ainda mais interessante.

South Park: A Fenda que Abunda Força é uma experiência perfeita para os fãs da franquia, trazendo elementos de RPG para fazer tudo funcionar. A sequência traz muito do primeiro jogo, mas trazendo diferenças suficientes para ter um ótimo produto final. Se você ainda não jogou, precisa fazer isso urgentemente.

Você pode encontrar o game, clicando aqui!


Veja também:


Comentários