Comentários

A série de fantasia The Witcher, da Netflix, dá vida ao mundo mágico e perigoso dos livros de Andrzej Sapkowski, mas a política e os reinos do Continente podem ser um pouco confusos de acompanhar.

O mapa do mundo de The Witcher é particularmente importante, uma vez que todos os três personagens principais tiram seus nomes de seus locais de origem: Geralt de Rivia, Yennefer de Vengerberg e Ciri, a Leoazinha de Cintra.

Ao longo de décadas, a primeira temporada de The Witcher salta por todo o Continente – da academia mágica de Aretuza até Sodden Hill, a estratégica porta de entrada para os Reinos do Norte. Grande parte da trama também gira em torno da tentativa de conquista de Nilfgaard do Continente, que começa no território do sul e progride para o norte.

Como pode ser difícil acompanhar onde estão os personagens principais, aqui vai um resumo dos reinos mais importantes do Continente, suas políticas e onde Geralt, Yennefer e Ciri viajam na primeira temporada de The Witcher.


Os Países e a Política do Continente

Existem muitos países diferentes no Continente, mas os mais significativos são os Quatro Reinos do Norte (Redania, Kaedwen, Aedirn e Temeria) e o Império Nilfgaardiano. Conhecemos dois governantes dos Quatro Reinos na primeira temporada de The Witcher: Foltest, o rei de Temeria, que encarrega Triss Merigold de capturar uma estrige; e Virfuril, o rei de Aedirn, que fica fascinado por Yennefer após sua transformação.

Também significativo na primeira temporada de The Witcher é o reino de Cintra, que é governado pela avó de Ciri, a rainha Calanthe. Uma guerreira orgulhosa, Calanthe descarta a ameaça do exército nilfgaardiano, acreditando que eles nunca serão capazes de derrotar as forças de Cintra. No entanto, na primeira temporada de The Witcher, ainda no primeiro episódio, vemos a queda de Cintra e a desesperada fuga de Ciri do castelo.

Nilfgaard é governado pelo imperador Emhyr var Emreis, e dizer mais sobre ele arriscaria entregar spoilers de futuros episódios de The Witcher. Tudo o que você precisa saber por enquanto é que Emhyr é um governante agressivo com planos de conquistar todo o Continente. Um dos principais agentes de Emhyr é Cahir, ou o “Cavaleiro Negro”, um membro da inteligência militar de Nilfgaard que foi especificamente encarregado de encontrar Ciri e trazê-la a Nilfgaard.

Finalmente, uma facção importante dentro da política do continente é a Irmandade dos Feiticeiros, liderada pelo Conselho Supremo de Feiticeiros. Os membros do Conselho incluem a mentora de Yennefer, Tissaia de Vries, o astuto velho mago Stregobor e o tio de Fringilla, Artorius Vigo. A Irmandade dos Feiticeiros treina magos e depois os designa para servir os reinos do Continente. No final da temporada, Fringilla lidera as forças de Nilfgaard. Alguns membros da Irmandade se aliam contra ela em defesa dos Reinos do Norte, enquanto outros decidem se abster da luta.


O Mapa do Mundo de The Witcher e os Locais da 1ª Temporada

O mapa do Continente acima foi criado por um grupo de fãs dedicados chamado Ortelius Team e oferece uma visão detalhada do mundo de The Witcher. Toda a ação da primeira temporada da série ocorre ao norte do Amell Range, no centro do mapa, mas é importante observar a localização de Nilfgaard no extremo sul. No final da 1ª temporada, o Império Nilfgaardiano ocupa mais da metade do mapa – até Cintra -, o que coloca em perspectiva o poder das forças que Yennefer e os outros magos enfrentam no final da temporada. Agora, vamos dar uma olhada em alguns outros locais importantes.

Blaviken

Um dos apelidos mais sinistros de Geralt é “Carniceiro de Blaviken“. No primeiro episódio de The Witcher, vemos como ele ganha esse nome. A pequena cidade de Blaviken está localizada no extremo norte do continente, na costa do Golfo de Praxeda. É aqui que Geralt conhece a princesa exilada Renfri, com quem ele tem um romance breve e trágico.

Aretuza e Ilha Thanedd

Depois de ser vendida por seu pai insensível, Yennefer viaja para o oeste, de sua casa em Vengerberg, no Reino de Aedirn, até a ilha de Thanedd, na costa de Temeria. Thanedd é o lar de Aretuza, a academia para treinar jovens damas a se tornarem feiticeiras. A ilha possui proteções mágicas poderosas e, durante seu treinamento, Yennefer descobre a terrível verdade sobre como sua magia é alimentada.

Lower Posada, Dol Blathanna e as Montanhas Azuis

Localizada no canto nordeste do mapa, Lower Posada e o antigo reino élfico de Dol Blathanna são apresentados na primeira temporada de The Witcher, no episódio 2, “Four Marks”. É aqui que Geralt e Jaskier se encontram pela primeira vez, e o bardo decide acompanhar o bruxo em sua jornada pelas montanhas, na esperança de encontrar inspiração para suas músicas.

Temeria

Temeria é um dos Quatro Reinos, e Geralt o visita na primeira temporada de The Witcher, no episódio 3, “Betrayer Moon”. Temeria é governada pelo rei Foltest, e a Irmandade dos Feiticeiros envia Triss Merigold à corte real para proteger o reino durante a conquista de Nilfgaard. Ela e Geralt trabalham juntos para capturar e curar uma estrige que está atacando os cidadãos de Temeria.

Floresta Brokilon

Localizada ao sul da Ilha Thanedd e ao norte de Cintra está a Floresta Brokilon. Ciri é atraído para esta floresta mágica na 1ª temporada, no episódio 4. Lá, ela conhece a tribo de dríades que protegem a floresta – embora elas não consigam mantê-la segura por muito tempo.

Rinde

Na primeira temporada de The Witcher, no episódio 5, Geralt e Yennefer se encontram pela primeira vez na cidade redaniana de Rinde. Depois que Jaskier é atacado por um djinn, deixando-o em desesperada necessidade de intervenção mágica para salvar sua vida, Geralt o leva a Rinde e descobre que Yennefer reivindicou a casa do prefeito para si mesma.

Caingorn e as Montanhas do Dragão

Na primeira temporada de The Witcher, no episódio 6, “Rare Species”, Geralt é recrutado por um homem chamado Borch para caçar um dragão com uma recompensa por sua cabeça, cortesia do rei Niedamir de Caingorn. As Montanhas do Dragão estão localizadas no extremo norte do Continente e, de acordo com os livros, os humanos nunca exploraram o que está além delas.

Sodden Hill e o Rio Yaruga

Com as forças de Nilfgaard indo para o norte, o final da primeira temporada de The Witcher, “Much More”, vê Yennefer e os outros magos se posicionando em Sodden Hill, no reino de Sodden. O forte guarda as partes mais estreitas do Rio Yaruga, um rio que parte de um estuário em Cintra e atravessa o Continente.

Kaer Morhen

Embora não tenha sido visitado na primeira temporada de The Witcher, Kaer Morhen é um local importante. Uma fortaleza no extremo nordeste, Kaer Morhen é onde crianças foram treinadas para se tornarem bruxos através de uma série de testes brutais que a maioria delas não sobrevive. Foi aqui que Geralt foi treinado e onde seu mentor, Vesemir, ainda vive.


The Witcher gira em torno do bruxo Geralt (Henry Cavill), um caçador de monstros que se livra de enormes pestes por um bom dinheiro. Mutante, ele luta para encontrar seu lugar em um mundo no qual as pessoas frequentemente se mostram mais cruéis do que as criaturas que ele enfrenta.

A primeira temporada já está disponível na Netflix.

Clique aqui para conferir o guia dos livros de The Witcher




Comentários