Comentários

Durante entrevista ao Collider, o ator Thomas Mann confirmou que no live-action de A Dama e o Vagabundo serão utilizados cães reais ao invés de criados através de computação gráfica. Vale destacar porém que os efeitos especiais ainda se mostram necessários especialmente nas bocas dos cães, para que sejam capazes de “falar”.

O elenco conta com Tessa Thompson (Dama), Justin Theroux (Vagabundo), Thomas Mann, Kiersey Clemons, Benedict Wong, Ashley Jensen e Yvette Nicole Brown.

O novo filme será um híbrido de live-action e CGI, muito parecido com os sucessos recentes da Disney,Mogli: O Menino Lobo e A Bela e a Fera. Filmes como Dumbo e O Rei Leão também implementarão tecnologia similar.

Charlie Bean, diretor de LEGO Ninjago Movie, está se encarregando do projeto, que foi escrito por Andrew Bujalski e está sendo produzido por Bringham Taylor. Ao contrário das adaptações live-action anteriores que a Disney lançou nos últimos anos, A Dama e o Vagabundo não vai para os cinemas ao redor do mundo. Este filme é um dos primeiros originais produzidos para o serviço de streaming exclusivo da Disney, que deve ser lançado em 2019.

A Dama e o Vagabundo foi uma animação lançada pela Walt Disney Animation em 1955, e conta a história de Lady, uma cocker spaniel americana de classe alta, cujo caminho cruzou com Vagabundo, um vira-lata inteligente. Durante o curso de sua aventura, os companheiros improváveis ​​encontram o amor um no outro.



Comentários