Comentários

Um caso sobre o falecido ícone da Marvel Comics, Stan Lee, chega ao fim meses após sua morte.

Conforme relatado pela CNN, um homem chamado Keya Morgan, agente e zelador de Lee, era suspeito de várias formas de abuso ao quadrinista.

O caso se encerrou na última sexta-feira, com Morgan sendo acusado por fraude, falsificação, confinamento e abuso de pessoa idosa.

Segundo um representante do Tribunal Superior de Los Angeles que falou à CNN, foi emitido um mandato de prisão para o criminoso.

As acusações contra Morgan estavam pendentes desde 2018, e infelizmente só foram resolvidas agora, após o falecimento de Lee.



Comentários