Comentários
fantastic-beasts-david-yates

David Yates foi diretor dos últimos quatro filmes da franquia Harry Potter: A Ordem da Fênix, O Enigma do Príncipe e As Relíquias da Morte – Parte 1 e 2. Agora, Yates retorna ao mundo mágico de J.K. Rowling para dirigir Animais Fantásticos e Onde Habitam, um spin-off baseado num pequeno livro de mesmo nome que expande o universo fictício de Harry Potter.

Em entrevista ao site Collider, Yates comentou sobre sua volta a este mundo, e o que o fez aceitar a proposta de trabalhar no novo filme.

“Bem, eles me mandaram o script e eu não tinha certeza se aceitaria por ter gastado seis anos aqui nestes quatro filmes do Potter, e eles me enviaram o script e eu fiquei bastante nervoso porque eu precisaria me apaixonar por isso de verdade para voltar. E eu não sabia nem se poderia.”

Porém, segundo o que o diretor revelou, sua experiência durante a leitura do roteiro foi surpreendentemente única.

“Foi uma história muito prazerosa. Era charmosa, ágil, sensível. Pareceu inovadora e teria muita gente que eu realmente amo para trabalhar ao meu lado, então não precisei pensar muito. Com Harry Potter, já havia meio caminho andado e por mais que eu tenha feito o que queria, todas as peças já estavam no tabuleiro. No entanto, neste filme eu construí tudo do começo eficazmente. Logo, para um produtor de filmes e um contador de histórias isso é sempre a coisa mais empolgante – imaginar tudo, de certa forma, e criar as coisas, construí-las. Eu amei o conceito de Jo de apenas mostrar Nova York em 1926. Levando seu universo adiante mas indo contra este paradigma foi verdadeiramente animador. E funciona.”

Apesar de ser baseado em um pequeno conto de mesmo nome (como citado anteriormente), o filme terá muita liberdade para contar sua própria história e explorar além do que já foi contado. Segundo Yates, essa experiência é incrivelmente libertadora.

“Sabe, nos livros, todo mundo tem sua própria concepção da forma que os personagens deveriam ser, como a história deve progredir. Você está sempre trabalhando no contexto das expectativas das pessoas, o que é tranquilo e ótimo e maravilhoso, como deveria ser, na verdade, porque são livros espetaculares. Mas o que há de mais maravilhoso nesta série é que ninguém a leu. O único limite é a imaginação de Jo, que por sua vez não possui limites. E ela está levando todos nós a uma jornada um tanto quanto espetacular com esta história. E este é o primeiro capítulo, de certa forma, e então, é adorável não ter o livro. Mas sabe como é, os livros e os filmes dos Potters, eles meio que coexistem de alguma maneira, creio eu. Mas é muito empolgante não ter pré-concepções das pessoas, quase como versões do filme em suas cabeças.”

Animais Fantásticos e Onde Habitam chega aos cinemas em Novembro de 2016.



Comentários