Comentários

Desde que foi anunciado que o ator Finn Jones retrataria Danny Rand na série Punho de Ferro, alguns fãs se juntaram para criticar a escolha, alegando que um ator asiático deveria ser escolhido para o papel – o que é meio estranho, já que nos quadrinhos, Danny Rand é realmente um americano loiro.

Agora, o cocriador do personagem, Roy Thomas, resolveu dar sua opinião sobre esse controverso assunto, em entrevista ao The Inverse.

“Eu tento não pensar muito nisso. Eu tenho pouca paciência para algumas pessoas. Quer dizer, eu entendo de onde isso vem. Você sabe, apropriação cultural. Meu Deus, é só uma história de aventura. Essas pessoas não tem nada melhor para fazer do que se preocupar com o fato de que o Punho de Ferro não é oriental, ou seja lá qual o termo? Porque eu sei que oriental também não é a palavra correta.”

Ao longo da entrevista, Thomas continuou dizendo que o Punho de Ferro é simplesmente um produto de seu tempo, e que qualquer personagem assim deve enfrentar controvérsias semelhantes à medida que a sociedade progride.

“Você pode argumentar sobre o Tarzan, você pode discutir sobre qualquer personagem antigo que é obrigado a seguir um padrão anos mais tarde. E ok, você pode até chegar a alguns ajustes. Se eles quisessem trazer um Punho de Ferro que não fosse branco, eu não iria me incomodar. Mas também não tenho vergonha de tê-lo criado como ele é. Ele não tinha intenção de levantar bandeira para qualquer raça. Ele era apenas um cara que foi doutrinado em uma determinada coisa.”

O autor disse ainda que as pessoas que estão tão descontentes com as histórias clássicas deveriam investir seu tempo criando novas histórias.

“Acho que algumas pessoas tem muito tempo livre. Elas tem uma capacidade infinita para a justa indignação. De um modo geral, isso tende a ser mal colocado muitas vezes, porque você está problematizando coisas que são apenas histórias. Se você não gosta daquilo, porque não vai criar o seu ao invés de tentar mudar a história de outra pessoa? Por que perder seu tempo atropelando os personagens de outras pessoas simplesmente porque eles não foram criados com os padrões que você tem em mente?

Agora, se algo é realmente racista ou degradante para um sexo, raça, ou grupo étnico, é outra coisa. Mas Punho de Ferro não é assim, e nem nunca foi. É só uma história fictícia, um lugar fictício e uma pessoa que passa a ser seu emissário. Não existe razão para ele não ser caucasiano.”

Punho de Ferro segue a história de Danny Rand (Finn Jones), um homem que retorna a Nova York após uma ausência de anos. Ele então luta contra o crime que está corrompendo sua cidade, com o uso de um incrível domínio de kung-fu e a habilidade especial de invocar o poder impressionante do punho de ferro. O elenco conta ainda com Jessica Henwick como Colleen Wing, David Wenham como Harold Meachum, Jessica Stroup como Joy Meachum, e Tom Pelphrey como Ward Meachum. Carrie-Anne Moss, reprisa o seu papel em Jessica Jones, como a advogada Jeri Hogarth.



Comentários