Comentários
the_guest_custom_poster___pink_by_supernma-d8iqtd3Passando despercebido pelo público brasileiro e até mesmo pelo norte-americano, ainda que tenha sido aclamado pela crítica, é difícil entender o insucesso comercial de O Hóspede ao redor do mundo. Alguns podem dizer que a falta de um grande nome no elenco ou na direção podem influenciar o resultado nas bilheterias, porém, estamos diante de um dos melhores filmes dos últimos anos, e inacreditavelmente, poucos perceberam isso.

Estrelado por Dan Stevens, O Hóspede consegue ter doses certas de humor, emoção, ação e tudo o que tem direito. Pegando carona nos sucessos de Drive e De Volta ao Jogo, o filme prova que consegue ser o melhor dos dois mundos, principalmente em seus momentos finais.

A direção fica por conta de Adam Wingard, conhecido pelos ainda inéditos A Bruxa de Blair e Death Note, e o filme consegue manter o espectador vidrado do inicio ao fim, em uma trama cheia de surpresas e mistério, que obviamente são em torno de nosso protagonista. Contando com nomes menos conhecidos, o elenco de apoio também não deixa a desejar: Maika Monroe como Anna e Brendan Meyer como Luke roubam a cena em vários momentos, porém, é impossível se afastar do personagem de Stevens.

Trazendo uma atuação simplesmente extraordinária na pele do misterioso David Collins, o ator prova que está pronto para se tornar a grande estrela dos próximos anos, talvez já mesmo em A Bela e a Fera, onde interpreta o Príncipe Adam, ou na série Legião, que dá vida ao mutante David Haller, filho do Professor Xavier.

A verdade é que não há muito o que falar sobre a história em si, pois cada surpresa vale ser preservada. Realmente vale. Sendo algo que foi abordado inclusive nos trailers, algo bastante elogiado por aqueles que chegaram a conhecer a produção na época da estreia nos EUA.

dan-gun-2

E como não poderia ser diferente, todo grande filme também tem uma grande trilha sonora. Arrisco a dizer que essa também seja uma das melhores dos últimos anos, pois você percebe que cada cena não seria nada sem ela. Ela é sexy. Está intrincada na essência do filme.

O Hóspede é pedida indispensável para os amantes de cinema e fãs de filmes de ação dos anos 80. Estamos diante de uma obra prima. Uma pena que, novamente, poucos perceberam.



Comentários