Comentários

Para quem não está por dentro do assunto, Zack Snyder era o diretor originalmente de Liga da Justiça, mas foi retirado do projeto para a entrada de Joss Whedon. Whedon refilmou e alterou grande parte da trama, e o resultado foi um fracasso colossal de público e crítica dado a importância da equipe de heróis.

Desde então, muitos fãs pedem pelo lançamento da chamada “Snyder Cut”, a versão original do filme completamente feita por Zack Snyder.

Em entrevista ao ComicBook, o diretor de fotografia Fabian Wagner, que trabalhou com Snyder, foi bem sincero ao comentar sua opinião sobre as várias mudanças na versão final da Liga da Justiça.

“É muito difícil dizer porque eu estava assistindo e acho que estava chorando o tempo todo, Então, é difícil dizer exatamente o quanto foi alterado, mas muita coisa mudou. Parecia muito diferente, e é triste para mim porque adorei trabalhar com o Zack. Eu tive o melhor momento da minha vida. Havia muitas outras coisas naquele filme que o tornaram tão bom, além do fato de que eu estava trabalhando com Zack e toda a turma. Eu conheci minha esposa nesse trabalho. Havia muitas outras coisas. Foi uma ótima filmagem, e foi uma pena ver o filme do jeito que aconteceu. ”

Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maraviha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.



Comentários