Comentários

Um escola católica no Tennessee removeu a série literária Harry Potter de sua biblioteca após um reverendo declarar que os livros contém “feitiços reais” e que existe “um risco de conjurar espíritos malignos” quando eles são lidos.

O reverendo Dan Reehil, pastor da Escola St. Edward, em Nashville, enviou um e-mail aos pais explicando por que a popular série de sete livros havia sido tirada da biblioteca da escola, conforme reportagem do The Tennessean (via The Independent).

Esses livros apresentam a magia como bem e mal, o que não é verdade, mas de fato é um engano inteligente. As maldições e feitiços usados ​​nos livros são maldições e feitiços reais; que quando lidos por um ser humano correm o risco de conjurar espíritos malignos na presença da pessoa que lê o texto.”

O e-mail ainda observou que o pastor também havia consultado exorcistas nos Estados Unidos e Roma que recomendaram a remoção dos livros.

Publicada entre 1997 e 2007 por J.K. Rowling, a série Harry Potter segue a história de um jovem bruxo titular, bem como de seus amigos Hermione Granger e Ron Weasley durante seus estudos na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, bem como a luta de Harry com o maligno Lord Voldemort, um bruxo das trevas. Os livros popularmente são vistos como uma história do triunfo da bondade e da amizade sobre o mal, embora outros temas – como a escolha entre o que é certo e o que é fácil – também estejam presentes na série.



Comentários