Comentários

O astro Johnny Depp está abrindo uma ação por difamação contra sua ex-mulher, Amber Heard, alegando que suas acusações de abuso doméstico não passaram de uma farsa elaborada.

Em documentos do tribunal obtidos pelo The Blast, Depp afirma que Heard teve como objetivo gerar publicidade positiva para si e alavancar sua carreira. Ele pede 50 milhões de dólares de indenização.

Os documentos alegam que as acusações de Heard foram “conclusivamente refutadas por dois policiais que responderam separadamente, uma litania de testemunhas neutras e 87 vídeos de câmeras de vigilância recém-obtidos”.

O incidente amplamente divulgado entre o casal ocorreu em 21 de maio de 2016, quando Heard alegou que Depp a agrediu. Depp alega que um vizinho deu uma declaração dizendo que “ele repetidamente interagiu com a Sra. Heard, de perto, sem maquiagem, e totalmente ilesa nos dias entre 22 de maio e 27 de maio de 2016″.

A ação também alega que dois policiais “testemunharam sob juramento que observaram de perto o rosto da Sra. Heard em 21 de maio de 2016 e não viram qualquer sinal de ferimento”.

O processo alega ainda que um funcionário do prédio analisou o vídeo das câmeras de vigilância três dias após o incidente. Depp alega que o funcionário “testemunhou sob juramento que viu Whitney Heard dando um soco na cara da irmã. Então Heard, Pennington [melhor amiga de Heard] e Whitney Heard começaram a gargalhar.”

Depp alega que as falsas acusações de Heard causaram danos à sua carreira, sofrendo rejeição do público após ser escalado como o vilão de Animais Fantásticos e sendo removido da franquia Piratas do Caribe, onde interpretava o protagonista Jack Sparrow.

O advogado de Depp resume tudo dizendo: “Heard também sabia que seu elaborado hoax funcionaria: como resultado de suas falsas alegações contra o Sr. Depp, a Sra. Heard tornou-se uma queridinha do movimento #MeToo, foi a primeira atriz nomeada Campeã dos Direitos Humanos pela ONU, foi nomeada embaixadora dos direitos das mulheres na ‘American Civil Liberties Union’ e foi contratada pela L’Oreal Paris como sua porta-voz global.”



Comentários