Comentários

O anúncio de exclusividade de “Metro Exodus” na Epic Games Store não foi bem visto pelo co-criador do game, Dmitri Glukhovsky. Através das redes sociais, Glukhovsky publicou uma screenshot de um trem, utilizando até mesmo um um trocadilho com o nome da Steam (vapor, em inglês).

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

“Parece que a Steam não foi suficiente para nosso trem a vapor”

Apesar da natureza “inofensiva”, foi um comentário do co-criador que chamou a atenção dos fãs. Nele, um fã diz, “Você está matando sua franquia”, e então Glukhovsky respondeu, “Não, eu estou parado olhando ela ser morta”.

Esse comentário foi apagado logo em seguida.

Ano de 2036. Vinte e cinco anos depois da guerra nuclear que devastou o planeta, alguns milhares de sobreviventes ainda vivem abaixo das ruínas de Moscou, nos túneis do Metrô. Eles sobreviveram aos elementos nocivos, lutaram contra feras mutantes e monstros sobrenaturais, e sofreram no fogo da guerra civil. Agora, como Artyom, você precisará fugir do Metrô e liderar um grupo de patrulheiros espartanos em uma jornada incrível pela Rússia pós-apocalíptica, em busca de uma nova vida no leste.

Metro Exodus chega às lojas em 15 de fevereiro.



Comentários