Comentários

Durante entrevista ao Radar Magazine, Quentin Tarantino rebateu as críticas feitas por Shannon Lee sobre a participação de Bruce Lee em “Era Uma Vez… em Hollywood“. O diretor garante que não fez nenhuma piada do artista marcial.

“Bruce Lee era um cara arrogante. Até mesmo no jeito de falar. Não inventei isso. Quer dizer, ouvi algumas coisas do tipo, ’ele nunca disse que poderia derrotar Muhammad Ali.’ Sim, ele disse, absolutamente. Não apenas ele, como sua esposa Linda Lee disse na biografia The Man Only I Knew.”

Questionado sobre a luta entre Lee e Cliff Booth no filme, Tarantino novamente descartou qualquer polêmica.

“Brad Pitt nunca venceria Bruce Lee, mas Cliff poderia. Por que não? Cliff é um personagem fictício, tem um passado como Boina Verde na Segunda Guerra Mundial, onde matou muitos homens em combate. Se eu digo que ele poderia vencer aquela luta, então é isso.”

“Era Uma Vez em Hollywood” vai se passar em Los Angeles durante o verão de 1969, no auge da Era Hippie. Rick Dalton (DiCaprio) será um antigo astro de TV do faroeste, que se une ao seu dublê Cliff Booth (Brad Pitt) enquanto os dois, juntos, tentam reencontrar o seu espaço em Hollywood. O pano de fundo da narrativa serão os assassinatos de Charles Manson, já que Sharon Tate (Margot Robbie) é vizinha de Dalton.



Comentários