Comentários
maresdesangue

Sinopse:


Antes de continuar: Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba ofertas diárias de Quadrinhos com desconto. Para participar, basta clicar aqui!


Após uma batalha brutal no submundo do crime, o golpista Locke Lamora e seu fiel companheiro, Jean Tannen, fogem de sua cidade natal e desembarcam na exótica Tal Verrar para se recuperar das perdas e feridas. Porém, mesmo no extremo ocidental da civilização, não conseguem descansar por muito tempo e logo estão de volta ao que fazem de melhor: roubar dos ricos e embolsar o dinheiro.

Desta vez, eles têm como alvo o maior dos prêmios, a Agulha do Pecado, a mais exclusiva casa de jogos do mundo, onde a regra de ouro é punir com a morte qualquer um que tente trapacear. É o tipo de desafio a que Locke não consegue resistir… só que o crime perfeito terá que esperar.

Antigos rivais dos Nobres Vigaristas revelam o plano a Stragos, o ambicioso líder militar verrari, que resolve manipulá-los em favor de seus próprios interesses. Em pouco tempo, a dupla se vê envolvida com o mundo da pirataria, um trabalho inusitado para ladrões que mal sabem diferenciar a proa da popa de um navio.

Em Mares de sangue, Locke e Jean terão que se mostrar malabaristas de mentiras, enganando todos ao seu redor sem a mínima falha, para que consigam sair vivos. Mas até mesmo isso pode não ser o bastante…

Mares de Sangue – Nobres Vigaristas – Livro 02 – Scott Lynch

Resenha:

Mares de Sangue começa com Locke e Jean, continuando os fatos de As Mentiras de Locke Lamora, por isso é realmente necessário ter lido o primeiro livro. Logo no início do livro, os capítulos se alternam entre apresentar a história no presente e mostrar lembranças do passado, da mesma forma como o primeiro livro. No entanto, esta técnica é interrompida no meio do livro em favor do que temos aqui. Eu achava que os capítulos alternados funcionaram bem no primeiro livro, tanto em termos de controlar o ritmo e dar a história mais de um contexto, e eu esperava que isso seria usado para enriquecer Mares de Sangue da mesma maneira. Suponho que a técnica foi abandonada aqui porque Locke não tem história em Val Terrar. Eu acho que teria sido muito interessante se Lynch tivesse usado este dispositivo para contrastar a principal subtrama romântica deste romance contra a história de Locke com a ainda misteriosa Sabetha.

Eu gosto do estilo de Lynch, e eu aprecio a forma como ele está começando a mostrar mais da política de seu mundo e da própria história. A cidade de Tal Verrar não é tão desenvolvida como Camorr, mas, novamente Tal Verrar não é a única localidade para esta história. Os Vigaristas viajam muito mais desta vez, e Lynch também acaba gastando muito tempo detalhando a cultura pirata de seu mundo. Gostei das seções piratas, embora a reviravolta na história me pareceu um pouco exagerada. Ainda assim, fiquei feliz de ver mais do mundo de Lynch e seus povos.

A história de Mares de Sangue parecia mais complicada do que no primeiro livro. Locke e Jean são muito mais que simples ladrões, e eles têm uma tendência de ficar seriamente envolvidos com a estrutura de poder de cada comunidade que visitam. Enquanto isso definitivamente faz a história interessante e emocionante, a inclusão de tantas facções diferentes, com diferentes agendas acabaram fazendo a história principal parecer um pouco confusa. Quase tudo se torna claro perto do fim do romance, mas o clímax da história parecia um pouco atrasado e apressado. Há também algumas subtramas que ficaram visivelmente sem solução, que imagino tudo será resolvido no terceiro livro da série.

Embora o ritmo é um pouco nervoso, há muita emoção e humor, o que faz deste um livro divertido de ler. Também há ainda muita violência, embora pareça consistente com os personagens e as comunidades retratadas. Eu perdi Camorr e seu povo, mas havia uma abundância de novos personagens interessantes. No entanto, eu realmente gostei do desenvolvimento de Jean e Locke. Eu gostei de ver como eles evoluíram. Este livro é realmente sensacional.

Minha avaliação: 4/5

Mares de Sangue é uma sequela de As Mentiras de Locke Lamora, e o primeiro romance é, definitivamente, uma leitura necessária para apreciar o segundo. Aqui continua o humor, a emoção e a aventura que fizeram do primeiro livro uma obra tão divertida, e leva o leitor a novos e interessantes locais e culturas. Alguns dos pontos da trama pareceram um pouco exagerados, mas eu estava mais do que disposto a deixar de lado minha descrença. Fui recompensado, pois o livro se mostrou uma ótima fonte de diversão. Mal posso esperar para ver o que acontece no terceiro livro!

Onde comprar?

Na amazon tem – basta clicar aqui!

Na cultura tem também!



Comentários