Depois de emplacar sucessos como Monster Hunter: World e Resident Evil 2, muito se esperava de Devil May Cry 5, título de uma franquia que praticamente domina o gênero hack and slash. E a verdade é que a Capcom conseguiu superar todas as expectativas.

Como os fãs devem lembrar, a série sofreu um reboot em 2013 com o lançamento de DMC. Embora o título tivesse qualidade, a Capcom decidiu retornar para a franquia antiga. Com este novo título, a empresa esquece tudo sobre o jogo de 2013 e continua a história dos filhos de Sparda, do jogo lançado em 2008. Nos jogos da série, o personagem Dante tem uma missão de vingar sua mãe. Através dos demais títulos, conhecemos personagens como Virgil, Trish, Lady, Nero e outros. A gangue inteira retorna para Devil May Cry 5 e também temos alguns novatos como Nick e V.

A Capcom tem impressionado com sua RE Engine e Devil May Cry 5 também se aproveita desta tecnologia. O jogo é uma experiência visual impressionante com modelos de personagem bem realistas, inimigos bem grotescos (ei, isso é bom!) e belos cenários para explorar. Na verdade, tudo isso fica ainda melhor com a bela trilha sonora do jogo, que combina muito com toda a ação de matar demônios.

A ideia não é saber se você vai sobreviver às hordas de demônios ou não, mas saber se você consegue sobreviver com estilo através dos mais diversos e difíceis níveis do jogo. É algo que a Capcom conseguiu imprimir bem neste jogo e você fica sedento para alcançar o tão desejado rank SSS a cada encontro. Para isso, basta acertar sucessivos golpes nos inimigos, misturando esquivas, dano e combos para chegar lá.

Como Hack’n’Slash, Devil May Cry é um jogo com uma boa curva de aprendizado e vários personagens para dominar. Você controla Nero, V e Dante. Cada um desses personagens tem habilidades únicas e específicas. Com Nero você tem acesso à Blue Rose, à espada Red Queen e os braços protéticos. V é algo totalmente diferente de Nero e Dante, ele usa um tomo e comanda 3 criaturas diferentes para atacar os inimigos. Já Dante tem vários diferentes ataques, mas suas habilidades principais são baseadas em suas armas Corpo a Corpo, suas pistolas Ebony e Ivory e vários ataques de estilos diferentes. Assim, a diversão realmente nunca acaba, já que você leva tudo isso em conta e ainda tem as diferentes fraquezas e benefícios de cada personagem.

Caso você esteja se perguntando, sim, a história fará com que você use diferentes personagens em diferentes pontos do jogo. É uma abordagem interessante e tudo que o jogo apresenta já o torna como um dos melhores títulos da franquia. Obviamente que há alguns pontos em discussão: Em Devil May Cry 5, temos um sistema de progressão que é feito a partir da compra de skills e habilidades com Red Orbs. Essas orbes são encontradas no gameplay, porém, elas também podem ser compradas com dinheiro real.

Assim, quem quiser desembolsar uma grana, pode ter todas as habilidades no começo do jogo. As Red Orbs também possuem outras funcionalidades, ligadas ao gameplay. Obviamente que isso não faz diferença para os jogadores mais ávidos, que precisarão se dedicar mais em diferentes níveis, rejogando certos pontos do game para conseguir mais orbes.

Por falar em replay, logo que os créditos subirem, você se sentirá compelido a jogar tudo de novo em uma dificuldade mais alta. Afinal, é isso que Devil May Cry faz de melhor: te desafia a superar suas habilidades.

Veredito:

Devil May Cry 5 é, sem dúvida, o melhor jogo para quem quer conhecer a franquia. O combate foi desenvolvido com muito zelo e qualidade, a história é ótima e tem uma boa abordagem com o uso de diferentes personagens para pontos específicos. O jogo recompensa bem o jogador pelo empenho e pela habilidade. É um jogo que te convida a ficar no sofá por horas a fio, dando conta de inimigos em um ciclo quase que infinito. Pura diversão! Altamente recomendado.

Compre o jogo com desconto, clicando aqui!