Comentários

Apesar de um desenvolvimento tumultuado que levou a vários reboots e uma completa mudança em conceito, DOOM 2016 foi lançado como uma obra-prima. O jogo conseguiu capturar o visual e o sentimento dos jgoos originais, enquanto forjava um novo caminho graças à tecnologia e design. Essa combinação deixou os fãs sedentos por mais aventuras. Agora, 4 anos depois, a id Software volta com uma sequência, DOOM Eternal. Estabelecendo uma sólida base de gameplay que faz com que DOOM Eternal seja mais um grande acerto.

DOO Eternal mostra os eventos 2 anos após do que vimos em DOOM 2016. As forças demoníacas varreram a Terra e mataram 60% da população humana. O Doom Slayer retorna para acabar com a ameaça, que está na forma de 3 poderosos seres que estão tentando sacrificar o planeta para se salvar, os Hell Priests. Com o tempo se esgotando, o Slayer precisa encontrar os priests, matá-los e, com esperança, acabar com a invasão. Os jogos de DOOM nunca foram conhecidos por profundidade ou narrativas muito elaboradas, mas DOOM Eternal faz um ótimo trabalho nisso. Não é algo espetacular, mas o jogo entrega a quantidade certa de reviravoltas e faz com que o jogador fique engajado.

Muito do worldbuilding fica para as páginas do codex adquiradas através do jogo, que mostram uma lore bem interessante. A história traz uma campanha de 15 horas e o final é bem satisfatório. A campanha de DOOM Eternal possui uma quantidade certa de plot e desenvolvimento de personagem, além de muita adrenalina.

Durante as 15 horas, você deve correr e atirar, pegar recursos, coletar segredos e passar por uma variedade de estágios. Enquanto DOOM 2016 te confinava na base UAC, DOOM Eternal traz o horizonte destruído da Terra, estações espaciais e outros locais surpreendentes. Essas arenas ajudam a facilitar o que DOOM Eternal faz de melhor: batalhas cheias de ação e adrenalina. DOOM Eternal é sobre dar poderosas ferramentas para os jogadores, conhecimento e uma arena, sua missão é encontrar a melhor forma de combinar tais elementos. Este é um jogo em que você tem que abusar dos pontos fracos dos inimigos, usando a arma correta e se aproveitando do ambiente para perseguir os demônios de forma agressiva.

Provavelmente a mudança mais significante  para o gameplay envolve os recursos. Aqui, tem sempre uma resposta para sair das piores situações e o jogo sempre te ajuda a manter os recursos em mão, o que é uma boa coisa.

DOOM Eternal também traz uma IA cruel, mas as batalhas nunca são injustas. Os inimigos possuem pontos fracos e são mais vulneráveis a certos tipos de armas. Assim, você deve ter a melhor abordagem para vencê-los, o que faz com que o gameplay seja imensamente satisfatório e recompensador. DOOM Eternal também não desaponta no quesito armas, temos o retorno de quase todas as armas do jogo de 2016, e cada arma vem com 2 modificações que podem ser mudadas a qualquer momento. Existem diferentes combinações disponíveis que podem funcionar perfeitamente com qualquer estilo de jogo que você tenha.

Tirar vantagem da mobilidade melhorada também é legal, temos vários elementos de parkour, que combinam bem com as armas, inimigos e gerenciamento de recursos. O jogo vai te ‘ensinando’ mais disso durante a progressão e o bicho pega mesmo no final.

DOOM Eternal também tem toneladas de segredos para serem desbloqueados, cheat codes para usar e master levels para vencer. Existe muito para te manter ocupado na campanha, mas DOOM Eternal também tem multiplayer. Aqui a id Software coloca um battle mode onde o jogador assume o papel de DOOM Slayer enquanto outros 2 jogadores assumem o papel de demônios. É um modo baseado em rounds. É um modo interessante e que pode ser coordenado bem entre os jogadores envolvidos.

DOOM Eternal também entrega uma apresentação excelente sem comprometer a performance do jogo. Texturas, modelos, luz e efeitos são todas melhorias em relação ao jogo de 2016. O Mais impressionando do jogo é que ele mantém o 60 fps o tempo todo. DOOM Eternal roda lidamente e também traz momentos poderosos e maravilhosos, um show para os olhos.

No fim, DOOM Eternal supera o seu antecessor de todas as maneiras, o jogo é um grande acerto, trazendo mais conteúdo, sbstância, movimentação, recursos e desafios. O estúdio mostra que o Demon Slayer veio para ficar e os fãs terão muito para aproveitar durante os próximos tempos, mas, com certeza, ficarão ainda mais sedentos para uma nova aventura na franquia.

Nota 9010
Review | DOOM Eternal



Comentários