Comentários

Review: FIFA Soccer 12


Mais um ano se passou, e a briga pelo título de “melhor simulador virtual de futebol” continua quente. Depois de alguns anos em baixa com os fãs, o ex-dono da bola, Pro Evolution Soccer (PES, se preferir) chegou com tudo, apresentando jogabilidade e gráficos renovados. A grande intenção da Konami com a nova versão é reconquistar os velhos fãs do jogo japonês, que terminou largado pela falta de novidades.

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

Como não poderia ser diferente, a Eletronic Arts trouxe a versão 2012 do simulador FIFA Soccer, que vem ano após ano sendo considerado o melhor game de futebol do mercado. Depois de uma versão 2011 impecável, sendo considerado o até então melhor simulador de futebol da história, a promessa da nova edição de FIFA é manter a jogabilidade refinada e inteligente e adicionar ainda mais realidade ao pelego virtual.

Ao rodar FIFA Soccer 12 pela primeira vez o jogador dá de cara com um menu totalmente diferente do visto nas versões anteriores. Agora com todas as informações posicionadas em uma barra inferior, sobra espaço para as animações de jogadores perambulando pela arena.

O novo e bonito menu de FIFA 12

Os modos de jogo são basicamente os mesmos da última versão, oferecendo partidas de exibição offline, jogos e ligas online, e o clássico modo Manager, onde você assume o papel de um técnico de futebol ou até mesmo de um jogador profissional.

Mas é quando a bola rola que FIFA mostra por que é tão aclamado entre os fãs do futebol. A jogabilidade, apesar das diversas mudanças, ainda demonstra com clareza a superioridade em relação ao rival da Konami. É impossível não comparar uma partida virtual a um jogo de verdade, tamanha a naturalidade com que os jogadores se movimentam pelo campo.

Logo de cara o game oferece um completo tutorial que ensina os comandos do novo sistema de marcação, chamado Tatical Defending. A partir dessa versão, todas as ações defensivas de um time são feitas manualmente. Para tomar a bola de um jogador adversário, por exemplo, agora é necessário usar o botão de Tackle no momento certo. Errou o bote? Prepare-se para ver o atacante rival sumir na sua frente.

O novo sistema, apesar de adicionar uma grande dose de realismo ás partidas, tem causado polêmica entre alguns fãs da série, que consideram a idéia de marcar manualmente absurda e impossível. Já pensando nos chorões de plantão, a EA disponibilizou o antigo sistema de marcação, onde basta manter um botão apertado até o seu defensor roubar a bola. O método antigo foi batizado de Legacy Defending, e está disponível para partidas não rankeadas.

Também foi implementado em FIFA 12 o Precision Dribbling, que é um comando que faz o jogador conduzir a bola com toques curtos e rápidos, dificultando (muito) a marcação.O jogo também ganhou alguns bons novos dribles, que aumentam ainda mais o catálogo de entortadas que você pode aplicar em seus amigos.

FIFA 12 segue o mesmo estilo gráfico de seu antecessor, mas seria injustiça dizer que os gráficos são “iguais”. Mesmo com poucas mudanças, é fácil reparar na evolução da modelagem de jogadores e estádios. A iluminação do campo também recebeu novo tratamento, deixando tudo mais bonito e realista. A torcida, que sempre é motivo de reclamação pela falta de cuidado das produtoras, continua bem modesta, apesar de estar um pouco mais “viva” do que o normal.

A grande diferença em relação ao jogo anterior foi a adição do Impact Engine, que chega para tornar o contato entre os jogadores ainda mais realista e… você sabe, divertidos. Lembra daquelas trombadas em que a mão de um jogador simplesmente atravessava a cabeça do oponente? Pois é, em FIFA 12 isso não existe mais.

O impacto das trombadas e quedas, além de impressionante, pode causar sérias lesões nos jogadores. As contusões podem ocorrer a qualquer momento do jogo, principalmente quando o jogador está cansado ou fora de forma.

O sistema de impactos não ficou livre dos bugs, que de vez em quando causam jogadas bizarras, em que jogadores são arremessados no ar como se fossem um pedaço de papelão. A EA já prometeu um patch em breve para correção do problema.

Na parte de som, FIFA 12 continua indo muito bem. Além dos ótimos efeitos sonoros já presentes no game (que incluem cantos de torcidas brasileiras), o jogador ainda pode fazer download de novos gritos para as torcidas, melhorando o clima de “caldeirão” no estádio do seu clube favorito.

A adição do Creation Centre permite que os jogadore criem os seus próprios times, jogadores e até ligas no site da EASports, e compartilhem com a comunidade do jogo. Os torcedores do Internacional de Porto Alegre, por exemplo, finalmente poderão jogar com um time com nome e uniforme “de verdade”. No site também existe a opção de digitlizar uma foto de seu rosto, criando um jogador com a sua cara.

Os modos online estão mais completos e divertidos do que nunca. Além de partidas amistosas e rankeadas contra outros jogadores de todo o mundo, é possível participar de torneios, ligas, copas e outros campeonatos. O jogo não sofre com lags constantes, mesmo com conexões mais modestas.

No fim das contas, FIFA 12 merece todo o reconhecimento recebido nos últimos anos, segurando de vez o seu lugar como melhor jogo do gênero. A Konami, junto da equipe de PES, vai ter que ralar muito pra chegar no nível de qualidade que a EA alcançou com FIFA 12. Recomendado.

FIFA 12 foi lançado para todas as plataformas.



Comentários