Comentários

Eis a sinopse/release: “O Sombra. Besouro Verde e Kato. O Aranha. Em 1938, esses justiceiros mascarados operavam à margem da lei, trabalhando de modo independente para disseminar o medo no coração dos malfeitores. Porém, quando os políticos corruptos do Partido da Justiça transformam Nova York num Estado fascista dirigido por mafiosos, quando um regime opressivo concede a tropas de assalto autoritárias liberdade para prender, extorquir e executar os inocentes, quando a própria lei se torna injusta – a justiça deve ser feita pelos fora da lei! Em desvantagem numérica e com menos armas, os lendários justiceiros emergem das sombras para lutar, auxiliados por Zorro, Lama Verde, Miss Fury, Terror Negro e Morcego Negro! Nove renomados heróis pulp, reunidos pela primeira vez num conflito épico entre a Lei e a Justiça!”


Antes de continuar: Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba ofertas diárias de Quadrinhos com desconto. Para participar, basta clicar aqui!


Pois bem, Chiris Roberson (Cinderella) bolou uma trama interessante, ainda que simples. Porém, os acontecimentos que levam o Partido da Justiça ao poder são rápidos demais e soam um pouco apressados ou até mesmo um pouco inverossímeis dentro da trama. O grande vilão deixa um pouco desejar e a revelação de sua identidade não causa nenhum espanto, o que parecia ser a intenção do roteiro…

máscaras 01
O grande destaque de Máscaras vai para a interação entre os heróis centrais, O Aranha, Besouro Verde, Kato e O Sombra: eles possuem bons momentos juntos e diálogos bacanas, ressaltando o bom humor do Besouro Verde e a impassividade d’O Sombra. Quanto aos demais, outro ponto negativo são Morcego Negro e Zorro, ainda que como uma dupla civil os dois tenham funcionado muito bem, a transição de homens comuns para vigilantes uniformizados foi abrupta e com nenhuma ou poucas explicações maiores.

Na arte temos Alex Ross (Reino do Amanhã, Justiça) em Masks #1, e como não poderia deixar de ser, é uma coisa muito bonita de ser ver. Nas demais, #2 a 8, temos Dennis Calero (X-Men Noir) cuidando da arte, trabalhando de maneira bem competente e não deixando a desejar, com bons enquadramentos inclusive.

máscaras 02
Leitura dispensável que vale mais a título de curiosidade a cerca dos personagens retratados aqui. Infelizmente o preço de capa, aliado ao desconhecimento do público sobre os heróis pulp ajudam a espantar potenciais leitores.

A edição da Mythos possui capa dura e vem com absolutamente todas as capas originais, incluindo as alternativas, os esboços e as capas especiais. Além do disso, conta também com a transcrição do roteiro da primeira edição e esboços e designs dos personagens.

Layout 1



Comentários