Comentários

O gênero RPG tem se dedicado à uma abordagem mais voltada à ação nos últimos anos, entretanto, a Square Enix consegue manter o sentimento clássico graças aos esforços da Tokyo RPG Factory. O estúdio que já lançou games como I Am Setsuna e Lost Sphear, trabalha para recapturar o sentimento da era 16 bits. Ao invés de se manter nessa linha, a Tokyo RPG Factory decidiu tentar algo mais moderno com Oninaki.

O jogo oferece visuais estilizados que tentam manter alguns dos temas dos jogos anteriores. As cores mais pastéis ajudam a criar a atmosfera que o jogo proporciona.

Oninai traz uma históiria com o protagonista Kagachi, um Watcher que ajuda almas perdidas. A morte é algo importante neste mundo, já que a reencarnação tem um grande papel no ciclo da vida e a alma precisa reencarnar. Isso introduz alguns momentos bem emocionantes no jogo, enquanto você interage diretamente com várias almas e membros da família que não podem nem prestar luto pela perda de seus entes queridos.

Esta abertura do jogo faz com que você pense que sua missão será só essa. Entretanto, as coisas mudam quando o verdadeiro arco começa a surgir. O encontro com uma pequena garota chamada Linne coloca a história em ação, mas as coisas começam a girar mesmo quando um antagonista chamado Night Devil começa a alterar a realidade. Enquanto a história pode parecer bem previsível no início, ela surpreende com alguns momentos bem pessoais dos personagens que te deixam bem investido emocionalmente.

Com Kagachi servindo como um Watcher, temos algumas mecânicas interessantes como a habilidade de transitar entre o mundo normal e o Veil. O Veil é o mundo espiritual, parecido com o nosso, mas mais sombrio e mais cheio de inimigos. Durante a maior parte do jogo, você pode transitar entre mundos com o apertar de um botão.

Enquanto no Veil você irá encontrar áreas cobertas por uma névoa preta, você se move mais lentamente nelas e nem pode atacar. Os inimigos existem lá e sua melhor opção é voltar ao mundo normal e encontrar algumas versões mais poderosas de alguns inimigos, mas tendo a chance de vencê-los. Ao fazer isso, você pode voltar para o Veil e testemunhar o fim da névoa preta naquela área. Esta mecânica funciona muito bem.

Ao invés de uma batalha em turnos, a Tokyo RPG Factory preferiu um combate mais simples com um botão para ataque básico, enquanto outros botões servem para habilidades. Aqui, você não precisa se concentrar em armas ou uma árvore de habilidades, o que você procura são Daemons. Você pode ser possuído por diferentes Daemons do jogo e mudar seu estilo de combate.

O Daemon básico do jogo é Aisha, que te dá um combate de espada, outros trazem lanças, foices, chicotes e algumas coisas bem legais. Cada uma dessas habilidades especiais podem ser usadas com um botão próprio e você também pode esquivar ou pular. Você pode equipar até 4 Daemon em Kagachi em qualquer save point. Você pode trocar entre os 4 daemons a qualquer momento, basta usar o analógico para isso. Existem perks que podem ser desbloqueados para cada Daemon do jogo, te permitindo desbloquear habilidades adicionais que vão além da que você tem no começo.

Existem habilidades que você pode equipar em um Daemon, então é importante andar com ele para ver o que funciona melhor. A dificuldade do jogo pode ser ajustada em qualquer ponto.

Além da possessão Daemon e suas habilidades, Kagachi também tem uma habilidade chamada de Manifest, que pode ser ativada baseada em seu medidor de Affinity. Este medidor é encontrado no canto esquerdo da tela e é representado por uma porcentagem. Quanto mais você acertar golpes na batalha, mais este número subirá e assim que chegar aos 100%, você pode ativar e ganhar mais poder e velocidade de ataque. Você também pode esperar ele chegar em 200% e ganhar o boost por mais tempo. Isto realmente muda a maré da batalha em uma luta contra um boss.

Oninaki também tem vários inimigos, mas é claro que em alguns pontos (como em qualquer RPG), você sentirá que as coisas começam a ficar repetitivas. Existem versões mais poderosas de iniigos conhecidos, que servem até como minibosses, mas, ainda assim, o jogo consegue ser bastante divertido.

O jogo dura em torno de 25 a 30 horas, uma campanha bem respeitável para apenas a história principal. Mas você pode fazer sidequests para aumentar este tempo. As principais sidequests envolvem ajudar almas perdidas que não fazem parte da história. Você as encontrará por todo o jogo e algumas só querem ver algo como uma arma de certa força antes de seguir em frente, outras querem ir para um lugar diferente do jogo.

Além disso, depois de completar o jogo e salvar, você pode abrir e explorar novas áreas do jogo que não estavam disponíveis antes. O Sanctum of Rebirth é uma delas, uma área que é uma arena de batalha onde você enfrentará inimigos bem difíceis.

Oninaki é um tipo diferente de experiência vinda da Tokyo RPG Factory, oferecendo um jogo mais moderno e com uma história ainda mais profunda. É um jogo que combina o enredo com o combate e usa seus melhores momentos para cativar o jogador. Recomendado!

Nota 9010
Review | Oninaki



Comentários