Comentários

Review: Testamos o BETA de Battlefield 3


Testamos o tão comentado BETA de Batlefield 3!

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

O demo mais polêmico  dos últimos 400 anos vem causando infindáveis discussões entre os jogadores de FPS. Arrancando suspiros de alguns e gritos de fúria de outras, o BETA chega para dar um gostinho aos fãs do gênero.

Ao abrir o BETA, que pesa pouco menos de 1.5 GB, o jogador dá de cara com um belo menu, que mostra somente as opções mais básicas. Como estamos falando de uma demo, apenas 2 das opções estão liberadas; as configurações e o modo multiplayer.

O BETA te dá a chance de jogar uma partida no modo Rush no mapa Operation Metro. Nesse modo o time atacante deve destruir duas estações inimígas para vencer a partida. Aos defensores, claro, cabe defender a sua base contra as investidas rivais. Não existem limitações quanto ao número de partidas nem tempo de jogo.

Um dos grandes problemas relacionados ao modo de jogo, é que os jogadores parecem simplesmente ignorar os objetivos propostos pelo game. Talvez pela falta de explicação, ou até mesmo pelo desinteresse em tarefas “extra”. 90% dos jogadores optam por apenas matarem uns aos outros pelo mapa, criando um grande “Free-for-All”.

Essa é uma das maiores reclamações por parte dos fãs da franquia, que não querem ver o estratégico Battlefield virar um Call of Duty.

O mapa disponível no BETA é o que pode-se chamar de grande. Com uma boa variedade de ambientes, Operation Metro agrada pelo incontável número de variações estratégicas durante a partida. Basta uma gota de criatividade para encontrar rotas alternativas, permitindo grande assaltos à base inimiga.

A jogabilidade não traz nada de novo para os veteranos da franquia. Com pequenas variações, se comparada aos FPS modernos, os controles funcionam com precisão. A movimentação dos personagens foi trabalhada usando o mesmo motor gráfico de FIFA 12, garantindo ações mais suaves e realistas.

Os gráficos sem dúvida são o maior destaque de Battlefield 3 desde o seu anuncio.Depois das toneladas de trailers mostrando cenários foto-realistas, ao jogar pela primeira vez o BETA, a impressão que vem a cabeça é “Esse ai é o BF3?”.

Permita-me explicar. Os gráficos do jogo definitivamente estão acima da média dos games dessa geração. Tomando como base o mapa presente no BETA, o jogo se parece muito com a versão para consoles de Crysis 2. Apesar dos muitos detalhes e elementos presentes na tela, não é difícil perceber que falta alguma coisa na hora de finalizar os gráficos.

– Mas espera ai, essa não é uma versão de testes? Os gráficos da campanha não são melhores que o do multiplayer?

Sim, claro, é esperada uma boa evolução em relação a versão final, que no Xbox 360, por exemplo, virá em 2 dvds de 9GB cada um. Mesmo com todas essas desculpas, não se pode negar que a aparência do BETA de BF3 é bastante modesta quando comparada aos trailers.

Os cenários apresentam várias partes com texturas baixíssimas. As armas e modelos de personagens também sofrem do mesmo problema, que em alguns momentos chegam a ser vergonhosos. O serrilhado não fica de fora da festa, tomando conta de grande parte do mapa, em especial nas cenas internas e escuras. Basa dar uma voltinha pelos corredores do mapa para ver objetos e texturas se materializando bem em frente aos seus olhos.

Mesmo com tantos problemas, o game ainda consegue ser bonito e impressionante com os seus efeitos de luz e blur.

As partidas online rodam bem, mesmo com muitos jogadores. É raro enfrentar algum lag durante a jogatina. Encontrar salas também é bastante prático e rápido.

Por fim, o BETA de Battlefield serve exatamente para mostrar onde a EA e a DICE querem chegar com o novo episódio da franquia. Vale a pena baixar a demo e conferir a cara nova de BF. Aproveite enquanto é tempo.

Se você já testou, deixe aqui a sua opinião. Gostou? Detestou? Solte o verbo!



Comentários