Comentários

Jogos com crossovers não é algo tão novo, mas sempre desperta a curiosidade de quem curte as franquias envolvidas. Tokyo Mirage Sessions #FE é um exemplo disso. Originalmente, o game foi lançado para Nintendo Wii U, combinando a série Shin Megami Tensei e Fire Emblem.

Diferente do que se poderia esperar, o jogo deixa o ambiente medieval de Fire Emblem de lado e apresenta uma Tóqui contemporânea. Isso faz com que você se sinta dentro de Shin Megami Tensei, algo que ecoa pelo resto do jogo.

Tokyo Mirage Sessions #FE Encore começa com uma bela cena animada onde uma pequena garota é a única ‘sobrevivente’ de um desaparecimento em massa dentro de um concerto. O jogo salta 5 anos e coloca você no controle do protagonista, Itsuki Aoi, que é amigo dessa garota, Tsubasa Oribe. Ele descobre que ela está fazendo audição para o mesmo concerto em que todos desapareceram, mas tudo fica louco quando eles acabam entrando na Idolasphere.

Mas o que é isso? Bem, é uma parte do jogo onde seus membros de party acabam se conectando com Mirages (Miragens) para se tornarem Mirages Masters. As tais miragens são baseadas em personagens de Fire Emblem, como é o caso de Chrom, que faz par com Itsuki. Os protagonistas chegam na Idolasphere sem nenhum tipo de informação sobre o que está acontecendo, tendo apenas o amigo Touma Akagi para servir como guia. No caminho, eles encontram uma mulher chamada Maiko, que pede a ajuda deles para enfrentar Miragens inimigas. Tsubasa aceita e aí começamos a aventura.

Primeiro ponto: O jogo e a história são bem interessantes, mas são os mistérios que roubam a cena aqui. Quando em batalha, as Miragens não são apenas invocadas para as batalhas, mas elas praticamente fazem uma fusão com seus parceiros, se transformando em armas para a batalha. Isso adiciona alguns designs interessantes para o jogo que fica muito mais legal. Ver personagens de Fire Emblem apresentados como miragens é algo excelente e as ‘miragens malvadas’ também são bem projetadas.

O combate do jogo é mais similar ao de Shin Megami Tensei, com um estilo tradicional de RPG, basicamente, batalhas em turnos que acontecem exatamente como a franquia Shin Megami. O jogo também apresenta um sistema de fraquezas que mistura as regras de Fire Emblem e Shin Megami.

Fora da batalha, você encontrará miragens por toda a Idolasphere, que irão aparecer e tentar entrar em batalha com você. A velocidade de cada personagem faz bastante diferença e é o que define a ordem dos atacantes na batalha.

Cada personagem tem uma opção de ataque básico que pode ser usada em batalha, mas a diversão está mesmo no comando de Skill. Com esta opção, você terá diferentes golpes especiais, alguns ofensivos, outros defensivos. Você não terá acesso instantâneo a muitos deles, mas eles são aprendidos durante o leveling. Cada ‘Carnage’, que são as armas obtidas através da transformação de Miragens, possui um diferente número de habilidades que podem ser aprendidas. Coletar a Performa, poder, dos inimigos em batalha, faz com que você possa ganhar novas Carnages a partir de uma conversa com Tiki, uma personagem de Fire Emblem.

O jogo também conta com a Sessions, que são ataques combinados baseados no tipo de skill usada a partir dos membros da party. As Sessions são bem divertidas e adiciona aspecto estratégico no jogo. Aliás, o jogo também permite que você interaja com uma bela gama de NPCs, que te darão várias missões paralelas. O jogo permite explorar toda a cidade de Tóquio e possui belos diálogos espalhados pelo cenário.

Assim como no lançamento original para o Wii U, o jogo tem apenas vozes japonesas. Isso é uma vantagem para alguns fãs que curtem o nihongo, mas não atrapalha em nada durante o game. O jogo conta com um sistema manual de salvamento, que pode ser acessado a qualquer momento fora da batalha. Este é um jogo que possui lutas bem difíceis, logo, é importante salvar a todo momento. Seria legal que o salvamento automático fosse implementado em um futuro.

Mas o jogo também ganhou alguns extras para a versão Switch: além de novas histórias, Tiki se torna uma personagem jogável. Existem novos métodos para acelerar o gameplay, principalmente o combate, que é bem lento.

De toda forma, Tokyo Mirage Sessions é um belíssimo jogo que irá agradar tanto aos fãs de Fire Emblem, quanto aos jogadores de Shin Megami. O game possui uma boa história, um sistema de combate agradável e atrativos suficientes para chamar a atenção dos jogadores das duas franquias.



Comentários