Comentários

Os reviews de hoje são todos de fora dos esteites!


Antes de continuar: Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba ofertas diárias de Quadrinhos com desconto. Para participar, basta clicar aqui!


MONSTER KANZENBAN, VOLUME 1, DE NAOKI URASAWA
Estou amando um mangá e o nome deste mangá se chama Monster. Tive a sorte de poder ir na exposição de Naoki Urasawa que estava tendo na Japan House em São Paulo e este mangaka é mesmo um mestre da narrativa. Tem um ponto de sua narrativa em quadrinhos, contudo, que ele é um mestre maior: o de saber provocar o leitor com clima e com suspense. Tanto é que eu já havia lido o começo de Monster, mas fiquei com os olhos e as mãos grudadas nesse linda edição Kanzenban para relembrar direitinho tudo o que já sabia sobre a história, tal é o poder de fixação do leitor que a forma de narrar de Urasawa nos demonstra. Os personagens também são sabiamente executados de forma que nos afundemos em suas psiques e soframos as mesmas sortes e reveses que eles têm durante a sua jornada. Monster não trata apenas sobre suspense, terror, vidas desperdiçadas, mas como algumas das nossas escolhas podem nos transformar em monstros, pois precisamos carregar algumas culpas de tê-las feito. Esse é o caso do protagonista de Monster que está atormentado por uma culpa que, a princípio parecia ser uma linda de uma decisão. Mas não era. Coisas que já aconteceram comigo e com você nos mais variados níveis.

Você pode adquirir o primeiro volume do Kanzenban COM DESCONTO neste link.

JÚLIA, AS AVENTURAS DE UMA CRIMINÓLOGA, VOL. 1: OS OLHOS DO ABISMO, DE GIANCARLO BERARDI E LUCA VANNINI
Júlia é realmente tudo aquilo que falam (muito bem) dela. É um quadrinho de perseguição policial que deixaria a sua mãe e a sua tia mais vidradas que enlatados do canal da Discovery Investigation. A diferença é que Julia traz referências e uma narrativa muito mais sofisticada que esses enlatados. Por não ter que se debruçar na realidade como esses programas, Julia tem a permissão de brincar com o leitor oferecendo outros recursos, como uma visão em primeira pessoa do criminoso ou ainda excertos de narrativa policial vindos direto do diário da nossa criminóloga preferida. Mas, pra não dizer que Julia são só flores, a empregada negra da protagonista é apresentada com uma black face bastante constrangedora. Ao mesmo tempo, a impressão do gibi faz notar que os arquivos originais vieram pixelados e cheios de serrilha quando comparados com as letras inseridas pela produção brasileira. Essa granulagem deixa o traço original mais grosso e além disso perde qualidade da arte, o que poderia ter sido levado mais em consideração pela Mythos no momento do fechamento dos arquivos. Fora isso, leia,leia, leia, leia Julia, que é um material que vai te deixar 100% satisfeito, mesmo com esses pequenos deslizes.

Você pode ler, ler e ler Júlia neste link para adquirir a HQ com DESCONTO.

JUIZ DREDD ESPECIAL DE NATAL, VOLUME 2, DE VÁRIOS AUTORES
Como todas as coletâneas esse segundo volume de Juiz Dredd Especial de Natal possui pontos altos e pontos baixos. Mas não vamos falar de coisas tristes! Vamos falar de coisa boa? Techpi… hã… vamos falar das histórias que mais gostei. “Vamos matar o Papai Noel?” De Al Ewing é uma das que mais gostei aqui, que conta a história de um filho de um meliante destinado a também ser um meliante. Também a parição do deus Odin na realidade do Juiz Dredd é uma historinha bem interessante com desenhos de Simon Bisley. Também temos uma historinha maravilhosamente pintada em estilo de cartões de Natal retrô. Nela, uma menininha mutuna tem poderes de enxergar o melhor de tudo e de todos mesmo na podridão e malícia que é a cidade de Megacity-Um. Com a ajuda desse poder e um bocadinho de vigilância do Juiz Dredd, a menininha acaba reencontrando-se com os pais de quem se perdera. Claro, existem algumas histórias bem chatinhas nessa edição, mas vai dizer que a junção d elementos tão díspares como o Papai Noel e o Juiz Dredd não dão uma combinação pra lá de nonsense e atrativa? Pois é…

Você pode adquirir o segundo especial de Natal do Dredd aqui.

Guilherme "Smee" Sfredo Miorando é roteirista, quadrinista, redator e designer gráfico. É Mestre em Memória Social e Bens Culturais, Especialista em Imagem Publicitária e Especializando em Histórias em Quadrinhos. Entre seus quadrinhos publicados estão Desastres Ambulantes, Sigrid, Bem na Fita e Só os Inteligentes Podem Ver.


Comentários