Comentários

A Sony afirmou que apesar da PSN já estar há uma semana offline, foi apenas ontem que a empresa ficou ciente do perigo que existia para os dados dos seus utilizadores que, tal como comunicou ontem, incluiu o possível roubo de todos os dados pessoais, sem descartar a subtração dos dados dos cartões de crédito associados à PSN e ao serviço Qriocity.

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

Patrick Seybold explicou que, “Houve uma diferença entre o momento em que descobrimos a intrusão e quando soubemos que os dados dos consumidores poderiam estar comprometidos.”

“Soubemos que houve uma intrusão no dia 19 de abril e em consequência disso fechamos os serviços. Contratamos peritos externos para nos ajudar a ver como é que ocorreu a intrusão e para levar a cabo uma investigação para determinar a origem e a repercussão do incidente.”

“Foram necessárias análises forenses durante vários dias, e até ontem os nossos peritos não tinham compreendido todo o alcance da brecha de segurança. Nessa altura partilhamos a informação com os nossos consumidores e anunciamos publicamente esta tarde [ontem à noite].”

As declarações de Seybold respondem também a vários rumores, não confirmados, que indicavam que a Sony podia ter entrado em contato com algumas entidades bancárias para avisar que existiu uma violação de segurança, embora esses rumores não tenham sido comprovados ainda.

E agora? O que acontece?



Comentários