Comentários

Star Wars: A Ascensão Skywalker está nos cinemas há algumas semanas, mas ainda precisamos de muitas respostas que o longa não oferece. Felizmente, o Dicionário Visual do filme já está à venda nos EUA, com muitas revelações que… bem, fariam bastante diferença se estivessem na telona.

Confira as principais delas:


Os SithTroopers são filhos de adoradores do Imperador

Durante a batalha de Rey com o Imperador Palpatine, vemos que eles estão em uma espécie de coliseu cheio de pessoas encapuzadas que não temos a chance de saber quem são no filme. Bem, eles são cultistas/adoradores dos Sith, que vivem em Exegol e cumprem as ordens do Imperador (muitos fãs especularam que eles poderiam ser clones, mas não é esse o caso).

Ah, e se você está se perguntando por que a Frota da Ordem Final parece ser composta por pessoas relativamente jovens, é porque os SithTroopers são realmente filhos desses adorares dos Sith, que foram criados desde o nascimento para “reverenciar o poder do lado sombrio”. Como resultado, eles são fanáticos, assim como seus pais.


Vários Sith foram trazidos de volta ao cânone da série

Os Sith Troopers acabam não fazendo praticamente nada em A Ascensão Skywalker, e não são tão diferentes de Stormtroopers comuns. Curiosamente, o Imperador Palpatine nomeou cada uma das legiões da Ordem Final em homenagem aos Sith antigos, muitos dos quais personagens do Universo Expandido/Legends, que agora foram trazidos de volta ao cânone oficial.

São eles Revan, Andeddu, Tanis, Tenebrous, Desolous e Phobos, e é justo dizer que a maioria dos fãs ficará particularmente empolgada com o retorno de Darth Revan, o grande destaque do aclamado game Knights of the Old Republic. Andeddu é da revista Tales of the Jedi, Tenebrous era o mestre de Darth Plagueis, e Desolous e Phobos foram introduzidos em The Force Unleashed.

Quanto a Tanis, é um antigo Sith que construiu uma arma com Cristais Kyber no planeta Malachor.


O planeta no começo do filme é Mustafar

Os primeiros minutos de A Ascensão Skywalker mostram Kylo Ren recuperando o Wayfinder e rastreando o Imperador Palpatine. No entanto, o que o filme não revela é que o planeta em que o vilão encontra esse dispositivo é na verdade Mustafar (onde Anakin Skywalker foi derrotado por Obi-Wan).

O planeta parece diferente porque tem sido “curado” nos últimos anos e as criaturas blindadas que Ren derruba com seu sabre de luz são na verdade cultistas chamados Alazmec que colonizaram Mustafar e têm protegido os terrenos do castelo de Darth Vader. É justamente ali que o Wayfinder está localizado.


A técnica que levou à morte de Luke foi aprendida nos Textos Jedi

No final de Os Últimos Jedi, Luke se projeta através da Força para atrasar Kylo Ren, e o esforço desse ato o mata. Havia um precedente para esse poder no antigo Universo Expandido, e é que o Dicionário Visual nos conta.

Essa técnica foi baseada em uma outra, dominada por uma espécie chamada Fallanassi, e é algo que Luke aprendeu nos textos Jedi.

De acordo com este livro, Luke basicamente “despejou” seu espírito da Força Viva na Força Cósmica e isso permitiu que ele pudesse atravessar essa enorme distância através da Galáxia. No entanto, o efeito colateral é que isso significava render-se inteiramente à Força, deixando o mundo mortal no processo – daí o motivo pelo qual ele acabou morrendo.


Jannah é filha de Lando Calrissian

O papel de Lando em A Ascensão Skywalker mostra-se relativamente pequeno, e uma subtrama sobre sua filha ter sido roubada dele pela Primeira Ordem quando era criança não é vista em nenhum lugar. Porém, o Dicionário Visual confirma que Lando se estabeleceu em Pasaana há muito tempo, casou e teve uma filha, que foi roubada pela Primeira Ordem em vingança por seu papel nas velhas guerras.

O livro não confirma de imediato que Jannah é filha de Lando, mas a linha do tempo funciona e o senso comum diz que eles estão relacionados. Por que isso nunca entrou no filme? Ninguém sabe.


O planeta da Base Starkiller é revelado

A Base Starkiller estava na verdade hospedada em um planeta chamado Ilum, que você provavelmente conhece se assistiu a série animada “The Clone Wars”.

O núcleo do planeta era composto de Cristais Kyber, o que explica como a Primeira Ordem foi capaz de conseguir tamanho poder de fogo usando um planeta inteiro como arma.


Os Textos Jedi mencionam “O Mundo Entre os Mundos”

Rey usa os antigos Textos Jedi que pegou de Luke Skywalker para aprender mais sobre Exegol, mas o Dicionário Visual confirma que há muito mais que ela pode aprender. Aparentemente, esses textos fazem referência ao “Mundo Entre os Mundos”, que apareceu em Star Wars Rebels quando Ezra Bridger salvou Ahsoka Tano de Darth Vader.

Há especulações de que a conexão de Rey e Kylo Ren como uma “Díade da Força” é graças ao Mundo Entre os Mundos, que também é chamado de “Dispersão de Vergência” e “Teorema dos Mundos Acorrentados”.


Quando Luke começou a treinar Ben Solo

Luke Skywalker começou a treinar seu sobrinho Ben Solo 19 anos antes da destruição da Base Starkiller da Primeira Ordem, e ele tinha dez anos de idade quando sua mãe o enviou para treinar com seu irmão. Curiosamente, o livro confirma que Rey nasceu naquele mesmo ano (o que significa que ela é uma década mais nova que Ben).

Enquanto isso, o Templo Jedi de Luke foi destruído quando Kylo Ren tinha 23 anos, o que significa que Luke o treinou por treze anos antes que tudo desse errado e ele se juntasse a Snoke.


Como Rey consertou o sabre de luz de Luke

O sabre de luz de Luke foi partido ao meio durante Os Últimos Jedi, mas quando A Ascensão Skywalker começa, ele já está novo em folha. Consertar a parte externa não deve ter sido tão difícil, mas e o Cristal Kyber lá dentro?

Bem, o Dicionário Visual explica que Rey usou os poderes de cura que vimos ao longo deste filme para consertá-lo, e que ela aprendeu sobre isso através dos livros que pegou de Luke. Isso explicaria como ela sabia que podia curar a serpente nos túneis e depois salvar Kylo Ren após transpassá-lo com seu sabre de luz.


Por que o General Hux traiu a Primeira Ordem

A Ascensão Skywalker não se incomoda em explicar por que o General Hux trairia tão prontamente A Primeira Ordem, além do fato de que ele odiava Kylo Ren.

O Dicionário Visual explora isso mais um pouco, revelando que a mágoa de Hux ficou muito maior quando Kylo se tornou o Líder Supremo da Primeira Ordem e o rebaixou, colocando-o para seguir ordens do General Pryde.


O conceito de “Díade” é muito próximo ao da Regra de Dois

O conceito de Díade da Força é novo no universo de Star Wars, mas este livro observa que já vimos essa ligação antes, embora com um nome diferente: A Regra de Dois.

Soubemos da Regra de Dois pela primeira vez na trilogia prelúdio, quando foi revelado que só pode haver um Mestre e um Aprendiz Sith por vez, mas parece que a verdadeira razão pela qual Darth Bane criou essa regra foi tentar criar uma Díade que pudesse ser usada pelos Sith. No entanto, em A Ascensão Skywalker, uma Díade surgiu para o lado da luz da Força.


Sim, aquela nave era a Tantive IV

Perto do final de A Ascensão Skywalker, vemos uma nave que se parece muito com a Tantive IV de Uma Nova Esperança. Bem, acontece que é exatamente ela, que acabou não sendo destruída pelo Império quando caiu em sua posse. Em vez disso, foi escondida em um hangar no sistema Yarma até que um ex-senador imperial simpático à Resistência a entregou como um presente para Leia Organa.


A Frota Sith não tem tecnologia da Estrela da Morte

Vimos um Star Destroyer da Ordem Final usar um canhão para destruir um planeta, mas na verdade ele não estava usando a tecnologia móvel da Estrela da Morte. Em vez disso, ele usa seu próprio reator principal para extrair energia e lançar uma série de explosões que podem afetar um planeta como Kijimi. Isso também explica de alguma maneira por que esse ataque faz com que os próprios Star Destroyers explodam.


Como Endor sobreviveu à explosão da Estrela da Morte II?

Quando a Estrela da Morte II explodiu acima de Endor, a lua deveria ter ficado coberta de destroços em chamas, certo? Bem, de acordo com este livro, existem muitas “anomalias do hiperespaço” no setor de Modell e isso significa que os restos da maior arma do Imperador foram jogados em outro lugar.

Ou seja, o planeta Ker Bif não teve tanta sorte. Os destroços da Estrela da Morte II poluíram o oceano daquele mundo e mataram muitas espécies como resultado. Felizmente, esse não é um destino que aconteceu com os nossos queridos Ewoks.


O passado sombrio de Poe Dameron

A Ascensão Skywalker faz referência ao passado de Poe Dameron como contrabandista de especiarias em Kijimi, mas é difícil encaixar quando ele teria tempo para fazer isso, já que ele deveria ser uma piloto da Nova República (inspirado por seus pais, dois heróis da Aliança Rebelde) antes de ingressar na Resistência.

Bem, acontece que ele fugiu de sua casa em Yavin IV quando tinha apenas 16 anos e acabou passando cinco anos como contrabandista ao lado de Zorii Bliss antes de decidir voltar para casa e se tornar piloto na Nova República. O que levou a essa mudança de ideia provavelmente está sendo guardado para uma história que será contada em outro lugar.


O traje de Rey é uma homenagem a Leia

É comum os personagens obterem mudanças de figurino de filme para filme em uma franquia como essa, pois os estúdios também precisam vender brinquedos. No entanto, há uma razão para o novo capuz de Rey em A Ascensão Skywalker. Aparentemente, ela adicionou o tradicional capuz de Alderaan como uma maneira de prestar respeito à sua nova mestre Jedi, Leia Organa. É um toque agradável e que pelo menos fornece uma explicação narrativa para a mudança.


Onde a Resistência estava escondida

A Resistência está escondida em Ajan Kloss quando o filme começa; um planeta que foi encontrado por batedores alderaanianos pouco antes da Guerra Civil Galática. Como resultado, tornou-se uma fortaleza para a Família Real de Alderaan, que foi passada para Leia após a morte de seus pais.

Luke Skywalker treinou a primeira geração de Jedi nesse lugar (junto com Leia) e parece que ele pode até ter levado o jovem Ben Solo para lá em um ponto também durante seu treinamento inicial.


O Imperador foi responsável pela Base Starkiller

Agora que sabemos que o Imperador estava manipulando as cordas do Líder Supremo Snoke, isso provavelmente não deveria ser uma surpresa. No entanto, o que é inesperado é que Palpatine realmente começou a terraformar o planeta Ilum apenas um ano após a formação do Império e é claro que ele sempre planejou tentar criar outra arma devastadora enquanto o trabalho continuava na primeira Estrela da Morte.

Isso também liga A Primeira Ordem ao Império e mostra como Palpatine esteve sempre manipulando tudo dos bastidores, mesmo após sua aparente morte em O Retorno de Jedi.


Os nomes dos Cavaleiros de Ren

Os Cavaleiros de Ren atiçaram nossa curiosidade em O Despertar da Força, foram completamente ignorados em Os Últimos Jedi, e extremamente mal utilizados em A Ascensão Skywalker.

Curiosamente, cada um deles teve um nome definido e uma personalidade – que infelizmente não conhecemos. São eles:

  • Vicrul: Ele se vê como um ceifador de almas. Tornando-se mais poderoso com o lado sombrio após cada vida que ele tira, esse usuário de baixo nível da Força (como o resto dos Cavaleiros) tem a capacidade de gerar medo naqueles que está caçando.
  • Cardo: Um guerreiro feroz que faz bom uso de canhões de braço, lança-chamas e várias outras armas, ele também serve como armeiro de seus companheiros cavaleiros e tem uma obsessão por modificar armas.
  • Ushar: Esse membro particularmente desagradável do grupo acredita em testar suas vítimas e, se elas ousarem implorar por misericórdia, ele garante uma morte lenta e dolorosa, cortesia de sua maã de guerra, equipada com energia cinética.
  • Trudgen: Como qualquer serial killer maluco, Trudgen gosta de pegar troféus de suas vítimas e, além de empunhar um poderoso vibrocleaver, seu capacete também incorpora partes de um capacete de um Death Trooper que ele pegou depois de derrotar um desses soldados formidáveis.
  • Kuruk: Um solitário e um franco-atirador, ele também serve como piloto dos Cavaleiros de Ren.
  • Ap’lek: Um mestre estrategista, ele usa a Força para ver através das cortinas de fumaça que usa para ocultar sua abordagem e usa o machado de um antigo carrasco Mandaloriano como arma.

A história do General Pryde

O General Pryde deixa claro que já serviu com o Imperador Palpatine na época do Império, e o Dicionário Visual confirma que eles nasceu pouco antes das Guerras Clônicas. Quando jovem, ele treinou na Academia Imperial e esteve presente na Batalha de Jakku.

Usando seu conhecimento das maquinações do Imperador para subir nas fileiras da Primeira Ordem, Pryde se tornou um dos aliados mais próximos do Líder Supremo Snoke e sabia que estava trabalhando para os Sith.


A bússola Jedi de Luke também é um Wayfinder

A bússola Jedi de Luke Skywalker apareceu pela primeira vez em Star Wars: Battlefront II e depois apareceu em Os Últimos Jedi. Agora, foi revelado que ela na verdade é o equivalente Jedi de um Wayfiner, e foi assim que Luke foi capaz de encontrar o planeta Ahch-To e o primeiro Templo Jedi. No que diz respeito aos retcons, este é um argumento inteligente que une muitos tópicos da trama para garantir que esses Wayfinders façam sentido.


A nova Linha Temporal de Star Wars

O Dicionário Visual revela ainda que agora temos uma nova linha temporal definida na franquia, tanto para a trilogia nova quanto para as anteriores.

Agora, o Incidente Starkiller está sendo usado para explicar quantos anos se passaram entre as principais aventuras de Star Wars, com “Antes do Incidente Starkiller” e “Depois do Incidente Starkiller” sendo usados para diferenciar quando as coisas aconteceram.

Agora, os filmes são datados assim:

  • A Ameaça Fantasma – 66 AIS
  • Ataque dos Clones – 56B AIS
  • A Vingança dos Sith – 53 AIS
  • Han Solo: Uma História Star Wars – 44 AIS
  • Rogue One: Uma História Star Wars / Uma Nova Esperança – 34 AIS
  • O Império Contra-Ataca – 31 AIS 
  • O Retorno de Jedi – 30 AIS
  • O Despertar da Força / Os Últimos Jedi – 0 DIS
  • A Ascensão de Skywalker – 1 DIS



Comentários