Comentários

Os efeitos visuais fazem parte das especialidades do produtor Peter Jackson, vencedor de três estatuetas do Oscar. Em “Máquinas Mortais” (Mortal Engines), longa da Universal Pictures, que estreia em 10 de janeiro, as gigantescas cidades móveis roubam a cena.

“As cidades enormes são visualmente atraentes do ponto de vista cinematográfico. O conceito de que as grandes cidades engolem as menores e, consequentemente, evoluem”, comenta Jackson em vídeo do longa.

“A física por trás de algumas coisas que construímos realmente encontra o ponto central entre o que é e entre o que pode ser convincente”, garante Luke Millar, supervisor de efeitos visuais. “Quando chegou a hora de engolir outras cidades, solucionamos isso organicamente. Mas fizemos testes e muita pesquisa, principalmente de grandes máquinas desmoronando e sendo destruídas”, completa Dennis Yoo, supervisor de animação.

Baseado na série de livros de Philip Reeve, Máquinas Mortais traz a história de uma civilização que foi totalmente destruída por um evento cataclísmico. Milhares de anos depois, a humanidade se adapta à uma nova maneira de viver e os poucos seres humanos que restam são forçados a morar em cidades móveis – estruturas gigantescas e mortais que destroem cidades menores para obter novos recursos.



Comentários