Comentários

Para você tirar um melhor proveito dos posts de resenhas, ou melhor, de reviews, vamos dividir essas leituras em “Quadrinhos Mainstream”, que envolvem as principais editoras dos Estados Unidos e em “Quadrinhos Alternativos”, onde ficarão os mangás, fumetti, europeus, graphic novels de editoras menos concorridas e, claro, nossos queridos quadrinhos independentes brasileiros. Também temos a seção de Livros, que volta e meia também aparecerá por aqui. Não deixe de conferir!


Antes de continuar: Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba ofertas diárias de Quadrinhos com desconto. Para participar, basta clicar aqui!


BATMAN/FLASH: O PREÇO DA JUSTIÇA, DE JOSHUA WILLIAMSON, GUILLEM MARCH E RAFA SANDOVAL
Este crossover entre Batman e o homem mais rápido do mundo, o Flash, traz os dois super-heróis confrontando a realidade do massacres do Santuário, como vista na minissérie Heróis em Crise. O Santuário era um estabelecimento de realidade virtual em que os heróis iam para lidar com crises de SPT – estresse pós-traumático. Mas o local foi atacado por alguém que acabou matando diversos super-heróis, incluindo o antigo parceiro do Flash, Wally West. Agora, no meio do seu luto, Barry Allen vai precisar lidar com outro problema vindo de O Santuário: a antiga parceira do Batman, a Gotham Girl, uma menina com os poderes similares do Superman, vai buscar vingança contra o homem-morcego pela morte de seu irmão. No processo, ela vai trazer à vida seu desfigurado irmão para que deem, juntos, cabo do Flash e do Batman. O mais interessante deste encadernado é como os desenhos de Guillem March e de Rafa Sandoval acabam se complementando, sendo mais bonitos e competentes que as capas de Chris Burnham que ilustram esse especial. As cores de Tomeu Morey, o mesmo autor dos tons de Heróis em Crise, complementa e dá continuidade às duas artes.

Você pode comprar este quadrinho aqui neste link.

GUERRAS INFINITAS, VOL. 9, DE GERRY DUGGAN, ANDY MACDONALD, E OUTROS
Se eu pudesse eu dava uma nota 4,5 de 5 para este último e derradeiro encadernado que a Panini Comics publicou sob o título de Guerras Infinitas, que foi realmente gostoso de se acompanhar essa série em seus nove números mesmo com seus altos e baixos. No caso desta publicação o que destoou do resto do encadernado foi um encadernado do Surfista Prateado, colocado ali, talvez, para manter a cara de mix da revista da Panini. Na minissérie principal, contudo, Wolverine: Guerras Secretas, ou Wolverine: Secret Wars, Wolverine, Loki, e o sabujo do Doutor Estranho, precisam combater o Batalhador dos alienígenas Chitauri e a fraternidade dos Rapinantes, em prol da Joia do infinito relacionada com o Tempo, que está sob posse do ex-prisioneiro terrestre, o latino, Hector Bautista. É uma aventura bastante inusitada, que nos leva a momentos de estarrecimento e que lembra um pouquinho a fase maluca que Erik Larsen imprimiu com o canadense peludo e baixinho dos X-Men no final dos anos 90, que também envolvia aventuras cósmico-espaciais. Um belo encerramento para essa megassaga.

Você pode comprar este quadrinho aqui neste link.

DESCENDER: ESTRELAS DE LATA, VOLUME 1, DE JEFF LEMIRE E DUSTIN NGUYEN
Como o desenho de Dustin Nguyen deixa tudo mais cute, mais fofinho, como ele faz também em Pequena Gotham. Assim nossas expectativas sobre um mundo espacial hostil já são quebradas logo de cara, embora essa possibilidade possa existir. Vemos aqui neste primeiro volume de Descender uma tentativa de Jeff Lemire, que já se aventurou por diversos tipos de narrativa, de se aprofundar na alta ficção científica, dessa vez dando vazão para a robótica de Isaac Asimov, por exemplo. É fácil a gente se sentir tocado pelo robozinho Tim e seu cachorrinho robótico Bandit e acompanhar eles e sua trupe de navegadores ao redor da galáxia tentando resolver os mistérios da robótica implantada no mundo conhecido. Nisso, os quadrinhos de Descender lembram bastante as ficções científicas dos europeus, de Moebius, passando por Enki Bilal e finalizando nas pequenas histórias da revista Heavy Metal francesa. A prova dos nove, entretanto, é se Descender consegue segurar o leitor, atento, até o final da edição e, logo depois, clamando por uma possível continuação do encadernado. O veredito é que sim, ele consegue. Palmas para a dupla de criação!

Você pode adquirir este quadrinho COM DESCONTO através deste link.

 

Guilherme "Smee" Sfredo Miorando é roteirista, quadrinista, redator e designer gráfico. É Mestre em Memória Social e Bens Culturais, Especialista em Imagem Publicitária e Especializando em Histórias em Quadrinhos. Entre seus quadrinhos publicados estão Desastres Ambulantes, Sigrid, Bem na Fita e Só os Inteligentes Podem Ver.


Comentários