Comentários

Review: Magic Campus


Não é de hoje que os MMORPGs fazem sucesso entre os gamers. A mistura explosiva entre a complexidade e estratégia de um RPG com a interação e diversão dos games multiplayer torna a experiência quase irresistível, até mesmo para quem nunca foi com a cara dos RPGs.

 


Antes de continuar: Tá precisando comprar cartão pré-pago ( gift card ) para Xbox , PSN, Nintendo ou Garena Free Fire Diamantes? O melhor lugar é na GCM Games, clique aqui e confira!


 

De um tempo pra cá a evolução das plataformas tem tornado o gênero ainda mais acessível. Com instaladores cada vez menores e mais leves ou até mesmo rodando direto do navegador, o que há 5 anos atrás era uma experiência demorada e as vezes até frustrante, hoje é resolvido com um par de cliques.

Magic Campus é um exemplo desse gênero. O MMORPG desenvolvido pela chinesa FunCity chegou ao Brasil no final do ano passado, e de fininho abocanhou uma grande parcela dos fãs do gênero.

O game, totalmente em português, é jogado diretamente no navegador, sem necessidade de qualquer tipo de download de client, instalador e parafernalhas adicionais como plugins e extensões. Depois de um rápido cadastro o jogador é arremessado num mundo de fantasia cheio de referências aos maiores ícones da cultura pop mundial como Harry Potter, Pokémon e Dragon Ball.

O jogador pode escolher entre uma das 6 classes disponíveis no game, que como de praxe tem os seus pontos fortes e fracos. Assim como as casas da escola de bruxaria Hogwarts, de Harry Potter, Magic Campus conta com as academias, que funcionam mais ou menos da mesma forma. O personagem se junta à academia referente à sua classe, onde pode comprar itens exclusivos, além de, claro, ser ensinado por um poderoso treinador.

Os personagens contam com a ajuda dos simpáticos Pets, os mascotes do game. Em uma das primeiras missões de Magic Campus o jogador recebe o seu primeiro companheiro, um Cogumelo. Conforme avança no jogo, você enfrentará criaturas cada vez mais poderosas e perigosas. Estas podem ser capturadas, para lutar do seu lado, como os Pokémons.

Assim como no famoso anime, existe uma infinidade de bichos para serem capturados. Galinhas, abacaxis, dragões e dinossauros. Os pets apresentam um sistema de avanço parecido como do personagem principal, onde recebem experiência nas batalhas até subirem de nível. Eles também podem ser fundidos para formar um novo e poderoso mascote.

A jogabilidade é intuitiva e não causa problemas nem mesmo para novatos. Todas as informações estão à mostra na interface, e também podem ser acessadas por atalhos. O mapa permite que o jogador navegue pelo local sem muito trabalho, o que termina poupando bastante tempo.

A favor do game, pode-se dizer que ele é simples o bastante para iniciantes e profundo o suficiente para jogadores experientes. Os equipamentos, por exemplo, tem o seu poder dividido por cores: o branco é o mais fraco e o laranja o mais poderoso. Outras dezenas de atributos podem ser modificados por vários tipos de pedras. Dessa forma, as possibilidades de combinação tornam-se virtualmente infinitas.

Os gráficos do jogo, apesar de simples, são bonitos e coloridos, superando muitos dos consagrados RPGs online jogados com uso de client (instalador). O estilo dos desenhos remete aos Mangás, trazendo bonecos de cabelos arrepiados e coloridos, que correndo de um lado pro outro formam uma cena quase cômica.

As centenas de pets disponíveis também não decepcionam no visual. De ursinhos fofinhos até demônios perigosos, são bem reproduzidos. Alguns dos mascotes pecam por usar a mesma animação de outros diferentes, as vezes só com a mudança de algumas cores ou detalhes.

A trilha sonora, por questões de limitação, é composta por uma única música, que é tocada em um loop infinito. Nos primeiros minutos ela é até agradável, mas depois de algum tempo você provavelmente vai desligá-la, e aguardar uns bons 3 dias até ela sair da sua memória. Os personagens e pets não emitem nenhum tipo de som, assim como as espadas e martelos em ação. A simplicidade da parte sonora do jogo, claro, não chega a comprometer a experiência.

Gostou? Prepare-se para alguns muito maiores…

Magic Campus, mesmo rodando diretamente do navegador, não sofre de problemas de lag e atrasos na jogabilidade. A conexão é bastante estável e roda em uma qualidade honesta até mesmo em computadores e conexões mais modestas.

A parte de gerenciamento e suporte funciona especialmente bem, por ser inteiramente realizada no Brasil pela equipe do site BoaCompra.com. O game recebe constantes atualizações com pequenas correções, além de freqüentes e divertidas promoções e eventos.

Graças a evolução que vem acontecendo incessantemente, a FunCity conseguiu trazer para os usuários uma experiência de RPG completa, mesmo em um jogo de browser com tantas limitações. O jogo é altamente recomendado para os fãs do gênero e para todos aqueles que estão procurando um bom MMO para começar.

Para começar a jogar Magic Campus é só se cadastrar de graça AQUI.



Comentários