Comentários

Review: Marvel Vs Capcom 3: Fate of Two Worlds


Depois de anos de espera, finalmente foi lançado Marvel vs Capcom 3: Fate of Two Worlds, a nova versão da aclamada franquia de luta que mistura personagens de universos distintos em batalhas frenéticas e coloridas.

O jogo conta com dezenas de personagens divididos igualmente entre os dois mundos, podendo ser selecionados livremente, usando combinações que chegam a ser bizarras, como Dante (Devil May Cry), Hulk e Zero (Megaman). Para iniciantes no mundo dos jogos crossover pode até parecer estranho, e os fãs hardcore das franquias podem se contorcer ao verem o poderoso Magneto em uma luta de igual para igual com o excêntrico Arthur, do clássico Ghouls n’ Ghosts.

A mecânica é o ponto alto do jogo. Cada jogador escolhe três personagens diferentes, que podem ser substituídos livremente a qualquer momento da luta, e usar combinações de golpes especias seja com um, ou mais dos combatentes. Os fãs antigos da série podem sentir uma diferença incômoda no começo da jogatina, sentindo os personagens mais lentos e pesados, ou até achar que os golpes estão fortes ou fracos demais.

Os gráficos do jogo são um show à parte. A mistura de 2d com 3d caiu como uma luva para o estilo do jogo, e a aparência ficou simplesmente fantástica, realmente parecendo os desenhos vistos nos quadrinhos, tudo isso fluindo perfeitamente nas plataformas. Os cenários, apesar de poucos, estão mais bem desenhados e detalhados do que nunca, mostrando ambientes que remetem às séries dos personagens participantes do game, como uma plataforma móvel que sobe pela cidade de Nova York (Spider-Man), e uma sala abarrotada de zumbis (Resident Evil).

A seleção dos personagens participantes causou um pouco de polêmica. Alem de conter menos personagens do que o seu antecessor, alguns lutadores muito queridos pelos jogadores foram retirados pelos desenvolvedores, como Venom, Strider e o grandalhão Juggernaut. Como se já não fosse o suficiente, o jogo ainda conta com algumas figuras controversas, como She Hulk (sim, para quem não conhece, é uma versão feminina do Hulk, usando maiô), Arthur, o cavaleiro baixinho que costuma ficar só de cueca, da série Ghouls n’ Ghosts e Amaterasu, o personagem principal do game Okami. A grande desculpa da Capcom, é que cada vez mais personagens serão lançados para download, o que irrita ainda mais os jogadores, já que os DLCs não são de graça.

Por outro lado alguns personagens parecem ter se encaixado perfeitamente no jogo e sua mecânica. Um bom exemplo é o demônio Dante da série Devil May Cry, que teve as suas (várias) habilidades aplicadas de forma magnífica, tornando-o, sem dúvidas, um dos personagens mais fortes e variados do jogo.

A dificuldade do jogo pode agradar e desagradar, dependendo do nível de habilidade do jogador. Os  jogadores mais antigos e fervorosos com certeza vão reclamar do sistema simplificado de combos e especiais, já os novatos vão se sentir mais em casa com comandos mais básicos e fáceis de serem executados e dominados.

Depois de anos de desenvolvimento, Mavel vs Capcom 3 com certeza atingiu as expectativas dos fãs da série, e chega como um dos melhores jogos de luta da geração.

O jogo foi lançado no dia 15 de fevereiro nos Estados Unidos, e está disponível para Playstation 3 e Xbox 360. No Brasil, o game chegará em 22 de fevereiro.

Mas só o blog “O Vício” traz este jogo diretamente pra você! A versão sorteada será pra Xbox 360!!!

Quer? Pra concorrer é fácil! Basta twittar o seguinte:

Siga o @ovicio e dê RT pra concorrer a Marvel Vs Capcom 3, edição especial! Sorteio no dia 22 de Fevereiro!Participe! http://bit.ly/hfHEAp

O Vencedor será anunciado em nosso twitter no dia 22 de Fevereiro, no lançamento do game no Brasil, não perca esta chance!

Se ainda tá na dúvida, veja o trailer do jogo:



Comentários