Comentários

Nesta sexta-feira começou a pré-venda do RPG In Nomine, cuja quarta edição chegará traduzida ao Brasil 20 anos após o seu lançamento. A obra, que está sendo lançado pela editora Dimensão Nerd, tem origem francesa e surgiu 1989 no mercado francês com o título In Nomine Satanis. Mais tarde, em 1997, a Steven Jackson Games adquiriu os direitos sobre o jogo e lançou a versão americana, esta batizada apenas de In Nomine. Na época, o RPG ganhou o Origins Award de Best Graphic Presentation of a Roleplaying Game, Adventure, or Supplement of 1997.

O RPG se passa na terra, mas se vale da mitologia cristã para compor o seu lado fantástico e sobrenatural. Nele, os jogadores não são humanos, mas interpretam anjos e demônios disfarçados de pessoas comuns enquanto transitam em meio ao “Grande Jogo” a guerra fria entre céu e inferno que busca minar as forças do outro lado e atrair humanos para a própria causa. No cenário, apesar de confrontos diretos e violentos existirem, costumam ser custosos para ambos os lados e, portanto, evitados.

A musicalidade está permeada no jogo. No cenário, a criação é chamada de “A Sinfonia”, enquanto os poderes celestiais estão divididos entre Canções, Ressonâncias e Tons. Os anjos e demônios, chamados de celestiais, também acabam se dividindo seguindo essa mesma lógica, em Coros e Bandos.

Apesar do tema de anjos contra demônios, o jogo não é necessariamente maniqueista. Não há uma resposta sobre se os anjos caídos estavam certos ou errados em se rebelar e tanto os anjos podem ser encarados como forças que buscam espalhar o bem quanto os demônios podem ser vistos como rebeldes justificados que lutam contra a opressão do céu. O jogo busca manter uma moralidade com tons de cinza, e ambos os grupos possuem políticos astutos e polícias secretas brutais.

O sistema do jogo é chamado de ‘d666’, utilizando três dados de seis lados. Dois deles são somados para se comparar com um número alvo, enquanto o terceiro determina o grau de sucesso ou fracasso. O “acerto crítico”, no caso, uma Intervenção do Céu ou Inferno, depende do lado que o jogador está. Conseguir a Santa Trindade (1,1,1) é bom se estiver jogando de anjo, enquanto o Número da Besta (6,6,6) seria terrível neste caso. O oposto se aplica aos demônios.

A pré-venda do jogo se iniciou 5 de maio, e está programado para começar a ser entregue no fim do mesmo mês, com o In Nomine estando à venda em dois formatos.

O In Nomine Livro Básico – que vem colorido, em capa dura e com 208 páginas – pode ser adquirido por R$ 120,00. Enquanto o Kit de Lançamento de In Nomine, custando R$ 600,00 traz duas edições do livro básico, uma edição de luxo em capa branca, uma edição de luxo em capa preta, duas camisas do In Nomine, dois folders, duas versões impressas da aventura de lançamento, fichas impressas e marcadores de página personalizados.

O Kit de Lançamento também da permissão para o reporte de duas aventuras oficiais do Organized Play de In Nomine. Segundo a editora, a estrutura do Organized Play teria sido criada para fomentar o crescimento do jogo na comunidade, sendo comunidade “as lojas do hobby espalhadas por todo o Brasil e os grupos de jogos oficiais que trabalham incansavelmente por esse hobby”. Como parte do programa, a Dimensão Nerd está trabalhando em uma campanha oficial para In Nomine, coma venturas que serão periodicamente fornecidas, e com a comunidade podendo dar sugestões e expandi-la com ideias, além de poder reportar os seus jogos na página da editora, onde Mestres e Jogadores terão um controle sobre as suas sessões de jogo.

In Nomine é o primeiro lançamento da Dimensão Nerd, mas além de ter experiência com eventos RPGísticos e de cultura geek, entre os sócios da editora estão Douglas Ricardo Guimarães, que trabalhou na edição de livros de RPG na Devir, e Otávio A. Gonçalves, que já trabalhou como escritor no Living Forgotten Realms e como tradutor e editor nas linhas de RPG GURPS e Dungeons & Dragons 4ª Edição.



Comentários