Comentários

O apresentador e criador do The Game Awards, Geoff Keighley, se viu recentemente em meio a uma polêmica quando os indicados da edição 2019 foram revelados e Death Stranding, de Hideo Kojima, surgiu com 9 indicações – incluindo a de Jogo do Ano.

As reclamações de algumas pessoas vem do fato não apenas do game ter conseguido o maior número de indicações da premiação mesmo sendo lançado apenas 10 dias antes, mas também por Keighley ser amigo pessoal (e fã confesso) de Hideo Kojima. Ele inclusive aparece em Death Stranding no papel do personagem “Fã de Ludens”.

Agora, Keighley foi ao Kotaku se defender, e explicar que as acusações de favoritismo são completamente infundadas.

Eu respeito e aprecio a preocupação. É por isso que temos uma sessão de perguntas frequentes no topo do site para tornar o processo claro. É por isso também que eu não voto nos indicados ou vencedores. No meu papel de produtor do show, eu trabalho em estreita colaboração com editores e desenvolvedores de jogos em vários níveis; portanto, deixo o julgamento para os veículos de comunicação que fornecem uma ampla avaliação crítica.”

Portanto, a versão resumida: Keighley não influencia em quais jogos são incluídos e muito menos em quem são os vencedores. Portanto, se Death Stranding conquistou 9 nomeações, é porque a crítica especializada considerou o jogo merecedor.

O The Game Awards ocorrerá no dia 12 de dezembro.



Comentários