Comentários

Em entrevista ao criador de conteúdo francês Julien Chièze para discutir Death Stranding, o desenvolvedor de games Hideo Kojima ofereceu mais alguns detalhes de sua nova obra.

“Tudo o que posso dizer é que é um mundo aberto no qual os jogadores descobrirão rapidamente que a abordagem é diferente. Vai ser uma tarefa difícil, e você deve reconectar uma sociedade fraturada e humanos divididos. Você faz isso com um personagem que não tem nada a ver com super-heróis. Sam está sozinho e deve sobreviver, ele não tem poder especial. Quanto mais você joga, mais notará que ele não é o único nessa situação. No lançamento, provavelmente haverá milhões de pessoas que jogarão e você será conectado a elas usando algo…”

Ao ser incentivado a expandir o que seria esse “algo”, Kojima usou como comparação o filme animado Homem-Aranha no Aranhaverso.

“É como Miles Morales em Homem-Aranha no Aranhaverso. Miles acha que é o único Homem-Aranha, então personagens de diferentes dimensões alternativas também se tornam o Homem-Aranha e se encontram. De repente Miles não está sozinho. É claro que Death Stranding será diferente, mas é uma pista sobre o que é o jogo.”

Sam Bridges precisa se aventurar num mundo transformado. Carregando os restos de nosso futuro em suas mãos, ele embarca numa jornada para reunir o mundo despedaçado.

Death Stranding será lançado em 8 de novembro deste ano. O elenco conta com Norman Reedus (The Walking Dead), Léa Seydoux (007: Contra Spectre), Guillermo del ToroMads Mikkelsen (Doutor Estranho), Margaret Qualley (Era Uma Vez.. em Hollywood) e outros.



Comentários